297 apartamentos em São José dos Pinhais sorteados pelo programa Minha Casa Minha Vida
24-03-2012 10:16

Quase 300 famílias de São José dos Pinhais participaram nesta sexta-feira (23) do sorteio para distribuição dos imóveis do programa Minha Casa Minha Vida.
As famílias com renda de zero a três salários mínimos tiveram perfil pré-aprovado pelo financiamento da Caixa Econômica Federal (CEF), a partir de cadastro realizado pela Secretaria Municipal de Habitação. Elas receberão as chaves da casa própria, após assinarem o contrato com a Caixa, nas Moradias Serra Mar, empreendimento específico para o Programa, no dia 11 de maio. O sorteio definiu os blocos e apartamentos onde as famílias irão morar.

O programa federal determina que até metade dos imóveis sejam destinados à famílias que vivem em área de risco, como invasões e outras. Destas 297 famílias atendidas nesta primeira etapa do Programa, 115 são de áreas de risco. As demais, também obedecendo ao critério do Programa, são famílias inscritas na lista aberta de espera.

O convênio com o Programa federal envolve a Prefeitura, a CEF e o Governo Federal. A Prefeitura realiza o trabalho de cadastramento, de acordo com o perfil exigido, assim como o Plano de Trabalho Técnico Social (PTTS), que prepara as famílias para viver em condomínio, de acordo com regras estabelecidas em estatuto.

Os 594 apartamentos construídos nas Moradias Serra Mar I e II são todos de 39 m², com dois quartos, sala, cozinha e banheiro. No entanto, pessoas com necessidades especiais e idosos têm preferência pelos imóveis do piso térreos, se assim desejarem.

De acordo com o secretário municipal de Habitação, Loester Vargas, esta foi mais uma etapa de realização do sonho de ter uma moradia própria para muitas pessoas. “A partir de hoje, falta menos de dois meses para que eles recebam as chaves das suas casas. A segunda remessa também sairá em seguida, em junho”, comenta o secretário.

Alessandra dos Santos de Camargo aguardava com o esposo e um dos quatro filhos para escolher o apartamento, quando seu nome fosse anunciado no sorteio. Ela disse que esse programa trouxe oportunidade para as pessoas, pois sem esse apoio do governo, jamais conseguiria aprovar um cadastro no banco e fazer um financiamento particular. “Para pagar as prestações, a gente até trabalha, se esforça e dá um jeito. Mas sei que se não fosse assim, a gente não conseguiria”, acredita.

Conforme esclareceu o gerente de alienação de bens móveis e imóveis da CEF, Anilton Ribeiro, as famílias que escolheram suas casas hoje ainda passarão por uma conferência de documentação, antes da assinatura do contrato, para verificar se nenhuma informação foi alterada.

“Para se enquadrar no Minha Casa Minha Vida a pessoa não pode ter renda superior a três salários mínimos. Por centavos de diferença o candidato pode não se enquadrar. Então, é possível que alguns tenham mudado sua renda para melhor e tenham que se inscrever em outro plano do Programa”, ressalta.

O valor das prestações varia de acordo com a renda da família, mas é sempre de 10% do total, até o teto de R$ 160 mensais. No caso das 594 famílias das Moradias Serra Mar I e II, eles também terão que pagar a taxa de condomínio que de acordo com as estimativas da Secretaria de Habitação, deve ser inferior ao valor das parcelas do financiamento.



Publicado: Comunicação Social da Prefeitura Municipal de São José dos Pinhais
POW INTERNET
POW INTERNET
POW INTERNET