Carnaval dos bonecos reúne 20 mil em São José dos Pinhais
28-02-2011 19:04

Um público estimado em 20 mil pessoas acompanhou a 12ª edição do já tradicional Carnaval de Bonecos de São José dos Pinhais, no último sábado (26). A folia teve início às 17h e correu solta, embalada pelo Baile Infantil, pelo desfile da escola de samba curitibana, Embaixadores da Alegria e pela apresentação dos bonecos gigantes da Secretaria Municipal de Cultura, que conferiram um brilho especial à noite.

Este ano celebridades eternas e efêmeras foram retratadas pela música-tema “Eu quero ser famoso” e pelos 25 bonecos do Carnaval, representando diversas personalidades, de Marcelo Dourado (ex-participante do reality show Big Brother Brasil) ao importante escritor são-joseense Leopoldo Scherner, que faleceu em 27 de janeiro deste ano. O tema, além de homenagear aqueles que se destacam nas suas áreas de atuação, também faz uma leve crítica ao mundo das celebridades e à constante necessidade de aparecer na mídia.



Segundo o secretário interino de Cultura, Miguel Gawloski, o destaque do Carnaval de Bonecos Gigantes foi a participação da comunidade, que se envolveu desde a organização até a confecção das fantasias. “O Carnaval de São José, hoje, é um destaque na região graças à garra e à competência dos são-joseenses. É um espaço que disponibilizamos com muita alegria, para a manifestação e participação popular. Sem dúvida, é a festa do povo”, conclui.

A são-joseense Petsy Rossy, 35 anos, é mãe de dois filhos e participa do carnaval há três anos. “Tenho que trazê-los sempre, eles adoram o carnaval da cidade, eu venho para acompanhar e, também, me divertir”, conta ela, que considera a festa um importante meio de aproximar as famílias. “No carnaval todo mundo participa, a família permanece unida e se divertindo junto”, completa. O Carnaval movimentou a região e, além de Petsy e muitos outros são-joseenses, havia moradores da Região Metropolitana de Curitiba e até foliões do interior de São Paulo, como Nádia Barros, de 47 anos, que vive há cinco em São José e pela primeira vez estava no carnaval da cidade. “Trouxe a família para conhecer a festa e ver os bonecos gigantes, estou gostando muito, o evento é muito bonito e organizado”, diz.




O chefe da Divisão do Teatro de Bonecos da Secretaria de Cultura e um dos organizadores do Carnaval de Bonecos, Ricardo Bittencourt, lembra que o carnaval promove a integração dos bairros e das zonas rural e urbana, fazendo com que todos usufruam do evento. “Além disso, damos continuidade ao movimento artístico e cultural que teve início há 12 anos,”, afirma.

Hoje, muito mais do que um carnaval de bonecos gigantes, o evento é o lugar onde a comunidade dá vida às suas fantasias. “Carregar um dos bonecos é dar uma alma a ele, e viver uma fantasia que não é possível no dia-a-dia. O Carnaval de Bonecos é a minha vida, a minha arte”, conta Gabriel de Andrade, que dá vida ao boneco do personagem Visconde de Sabugosa, do Sítio do Pica-pau Amarelo, de Monteiro Lobato. Gabriel tem 18 anos e desde a primeira edição do carnaval, quando tinha apenas seis anos, já participava da folia.



Publicado: Comunicação Social da Prefeitura Municipal de São José dos Pinhais
POW INTERNET
POW INTERNET

Um serviço: Logo POW Internet

"Graça seja convosco, e paz, da parte de Deus nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo." 1CO 1:3

O sangue de Jesus Cristo, filho do Deus vivo, te purifica de todos os pecados.