Ciência e Tecnologia

Assis Chateaubriand pode receber fábrica de computador
12-07-2009 12:15

A possibilidade da instalação de mais uma indústria no Oeste do Paraná levou o vice-governador Orlando Pessuti a Assis Chateaubriand, onde conversou com o empresário catarinense Geoncir Gomes, da Aiox Sul Brasil, empresa que fabrica computadores e que pretende montar uma filial no município.

Um evento promovido pela Associação Comercial e Industrial de Assis Chateaubriand (Aciac) reuniu diversas autoridades locais e estaduais que se comprometeram a unir esforços para viabilizar a instalação.

“A minha vinda para cá demonstra com clareza a nossa vontade de que essa empresa se instale aqui. No Paraná, uma das principais lutas é a geração de emprego e renda e a Aiox certamente fará isso”, disse Pessuti.

Em 2003, o Governo do Estado fez uma lei oferecendo incentivos às indústrias que se instalam no interior do Paraná. Quanto mais baixo o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) da região, maior o benefício aos empresários.

Além disso, o Paraná possui uma das melhores políticas de crédito através do BRDE e da Agência de Fomento. Tem ainda amplas relações internacionais, parcerias e infra-estrutura como porto, aeroporto e a energia elétrica mais barata do país.

O deputado estadual Nereu Moura lembrou que a energia no Paraná custa 50% menos que a de São Paulo e mais de 20% abaixo da de Minas Gerais. “Continuaremos lutando para atrair novos investimentos ao Paraná”, disse.

ÁREA - A prefeitura de Assis Chateaubriand já ofereceu a Aiox o terreno para a instalação da empresa e espera que ainda para este ano o início das obras físicas.

“Visitamos três terrenos para a instalação do empreendimento. A empresa gostou muito de dois. Agora, técnicos devem ver qual deles é o mais indicado para a instalação da fábrica”, contou a prefeita Dalila José de Melo.

O empresário Geoncir Gomes avaliou como positivas as negociações. “Precisamos de um terreno limpo. Só não podemos ter contato com poeira por trabalharmos com peças extremamente sensíveis. Conhecemos a C Valle e gostamos muito do que vimos”, ressaltou.

EMPRESA - A Aiox tem matriz em Caçador, Santa Catarina. Fabrica computadores sem fio e com HD embutido no monitor. “Enquanto os computadores convencionais pesam cerca de 13 quilos, o nosso pesa 3 quilos”, comparou o empresário. Outra vantagem é o baixo consumo de energia. Enquanto um computador convencional consome cerca de 400 Hz, o da Aiox gasta 60 Hz.

MANDIOCA - Outro projeto que a empresa pretende executar em Assis é uma indústria de chips para computadores fabricados a partir da fécula da mandioca. “Nos Estados Unidos, são fabricados hoje chips com areia. Seremos pioneiros com esta indústria”, destacou o empresário.

Nesta segunda etapa, a Aiox já estuda uma parceria com a C Valle, que já possui uma fábrica em Assis Chateaubirand onde produz papel a partir da mandioca como matéria-prima.

“Essa parceria está nos nossos planos. Acreditamos que em cinco ou 10 anos essa fábrica já estará funcionando. Será uma fábrica totalmente brasileira e de ponta”, explicou Geovancir.

AMIDONARIA – Antes do evento, o vice-governador visitou a amidonaria da C Valle. Juntamente com o empresário Geovancir Gomes e os deputados Nereu Moura e Moacir Micheletto, visitou as instalações da indústria e firmou o compromisso de trabalhar para facilitar a instalação da Aiox em Assis Chateaubriand.

Ao final, o empresário avaliou: “Gostei muito de tudo o que vi aqui. O vice-governador demonstrou muito interesse na instalação de uma unidade da nossa empresa aqui e existem grandes possibilidades que isso aconteça”.

AEN
GUIASJP - Um serviço POW Internet
<

Nenhum item encontrado

Um serviço: Logo POW Internet

"Graça seja convosco, e paz, da parte de Deus nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo." 1CO 1:3

O sangue de Jesus Cristo, filho do Deus vivo, te purifica de todos os pecados.