Ciência e Tecnologia

Mensagens eletrônicas sobre a nova gripe não informam e causam apenas pânico
10-08-2009 17:58

Muito mais perigoso que o novo vírus da nova gripe (H1N1), o terrorismo virtual desencadeado pela doença tem sido responsável por causar pânico e gerar preocupações desnecessárias. Diariamente, as caixas postais têm sido inundadas com e-mails incorretos, que não correspondem aos fatos relacionados à nova gripe.

O secretário da Saúde, Gilberto Martin, classificou essas mensagens como “lendas urbanas”, uma vez que não são baseadas em dados e estatísticas oficiais e não possuem fontes seguras que as tornem dignas de credibilidade. “Todo trabalho e esforço da Secretaria da Saúde em repassar informações verdadeiras, com base em investigações criteriosas e avaliações técnicas, é prejudicado pela reprodução de mensagens e e-mails sem fundamento, que servem apenas para causar um pânico na população”, afirma.

Martin explica que, como secretário da Saúde e médico, seu maior interesse é proteger a população e mantê-la bem informada. “Não há motivos para pânico. Estamos alerta e tomamos todas as medidas de precaução necessárias, por se tratar de um vírus novo, ainda pouco conhecido. Entretanto sua taxa de letalidade é muito baixa, matando menos que a gripe comum”, esclarece.

INTERNET - De acordo, com o presidente da Companhia de Informática do Paraná (Celepar), Vanderlei Falavinha Iensen, a internet é uma ferramenta muito útil para as pessoas que buscam informação rápida. Mas, por outro lado, pode servir também para criar histeria, quando não é utilizada com cautela. “Para verificar se uma mensagem é verdadeira, é preciso verificar a fonte do e-mail, verificar se ele possui algum telefone ou site oficial e confirmar sua veracidade”, explica.

Ele reforça também que, caso não haja como confirmar a informação, o melhor a fazer é descartar a mensagem e não repassar aos amigos e colegas, já que na intenção de ajudar, esses e-mails acabam apenas gerando pânico.

Outra recomendação às pessoas que buscam na rede informações sobre a nova gripe é para que elas procurem os sites oficiais do Governo, do Ministério da Saúde e das prefeituras. “O site da Secretária da Saúde, por exemplo, está bem preparado e completo para informar e esclarecer todas as dúvidas da população sobre a gripe A”, sugere Iensen.

SENSO CRÍTICO - O professor de Comunicação Social da Universidade Federal do Paraná, Paulo Negri Filho, especializado na área de mídias interativas, afirma que, dentre as diversas mídias que divulgam assuntos de interesse público, a internet é o canal em que existe maior liberdade e menor controle.

“Isto se torna perigoso na medida em que as pessoas coletam informações indiscriminadamente e as repassam como sendo verdade. O senso crítico de cada um e o mínimo de embasamento científico são fundamentais na filtragem de tudo que lemos e ouvimos a respeito desta pandemia. Devemos, portanto, adotar as medidas aconselhadas pelo Ministério e Secretarias da Saúde, manter a calma e não estimular os boatos”, aconselha.


Agência Estadual de Notícias
GUIASJP - Um serviço POW Internet
POW INTERNET
<

Nenhum item encontrado

Um serviço: Logo POW Internet

"Graça seja convosco, e paz, da parte de Deus nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo." 1CO 1:3

O sangue de Jesus Cristo, filho do Deus vivo, te purifica de todos os pecados.