Cultura

Hoje (23) é Dia Internacional do Livro
23-11-2014 08:00

Oficialmente, o Livro é considerado um volume transportável, composto por páginas encadernadas, contendo texto manuscrito ou impresso, com imagens, e que forma uma publicação unitária ou a parte principal de um trabalho literário, científico ou outro.

As primeiras notícias que se têm dos livros datam de dois mil antes de Cristo, na China e na Coreia. Naquela época, eles eram fabricados com folhas de palmeira, tábuas de madeira polida, folha de seda e papel. Os primeiros formatos dos livros foram em placas de argila e apareceram na Síria e na Caldeia.

Já a escrita foi registrada primeiramente na História pelos egípcios. O pergaminho era utilizado pelos gregos e romanos.

Mas o progresso dos livros veio mesmo no século XV, com Johannes Gutenberg, o inventor da prensa. Ela funcionava à mão e utilizava letras de chumbo em relevo. Assim, foi possível fazer vários exemplares de um mesmo livro. O primeiro a ser impresso foi a Bíblia, com 100 exemplares iniciais.

No Brasil, a impressão de livros só começou 1808, com a fundação da Imprensa Régia, com Dom Hoão VI. Atualmente, muitos preferem os livros online, mas o livro impresso, e o prazer de folhear páginas de uma boa história, continua sendo a escolha predileta da maioria dos leitores.

LEITORES
O levantamento 'Retrato da Leitura', da Franceschini Análise de Mercado, descobriu que o universo de compradores de livros no Brasil é menor do que o de leitores. Das 26 milhões de pessoas que declararam ter lido recentemente, só metade pagou pela publicação; a outra metade emprestou ou ganhou as obras. Isso explica porque o mercado doméstico se resume aos 17,2 milhões de consumidores que compraram ao menos seis livros no último ano.

Segundo a pesquisa, quanto mais rico e escolarizado o indivíduo, maior o interesse pela leitura e o número de livros que compra. Apesar disso, a clientela mais cobiçada pelos escritores é formada por egressos do Ensino Médio, das classes B e C. Pelo seu grande poder de expansão, essa é a faixa etária que desperta maior interesse nos empresários. A maioria não compra livros, mas poderia ser integrada ao mercado.

Conclui-se que a distribuição de livros acompanha a distribuição de renda nacional. Cerca de 16% dos brasileiros detêm 73% dos exemplares adquiridos no país. Os maiores compradores têm mais de 30 anos, são de ambos os sexos e vivem nas grandes cidades.

SJP
Infelizmente, em São José dos Pinhais, há apenas uma livraria, localizada no Shopping São José. Fora de lá, há apenas sebos, na região central. A Cidade também é carente de bibliotecas. A única é a Municipal Schaffemberg de Quadros, que fica na Praça 8 de Janeiro e precisa muito ser atualizada e melhorada.

OS MAIS VENDIDOS
Entre as obras mais vendidas no mundo nos últimos 50 anos a Bíblia sagrada ainda está no topo. A literatura infantil e fantástica também tem destaque, assim como o misticismo do brasileiro Paulo Coelho, com O Alquimista. Confira:

1 - A Bíblia Sagrada – 3,9 bilhões
2 - Citações do presidente Mao Tse-Tung - 820 milhões
3 - Harry Potter (J. K. Rowling) - 400 milhões
4 - Senhor dos anéis (J. R. R. Tolkien) - 103 milhões
5 - O Alquimista (Paulo Coelho) - 65 milhões

Publicado: GuiaSJP.com - Jornalista Mauren Luc (Reprodução autorizada mediante citação do GuiaSJP.com)
GUIASJP - Um serviço POW Internet
<

Nenhum item encontrado

Um serviço: Logo POW Internet

"Graça seja convosco, e paz, da parte de Deus nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo." 1CO 1:3

O sangue de Jesus Cristo, filho do Deus vivo, te purifica de todos os pecados.