Educação

Universidades estaduais do Paraná estão entre as melhores da América Latina
11-07-2016 12:29

As universidades estaduais de Maringá (UEM) e de Londrina (UEL) estão na lista das 50 melhores da América Latina, segundo ranking do Instituto Times Higher Education (revista inglesa que publica notícias e artigos referentes à educação superior), divulgado nesta quinta-feira (7) na Colômbia. No Top 50 da América Latina, a UEM e a UEL estão situadas entre a 36ª e 40ª colocação. A Universidade Federal do Paraná (UFPR) e a Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR) estão na posição 31-35.

A respeitabilidade do ranking se dá principalmente porque ele avalia as áreas que são fundamentais dentro da missão da universidade, abrangendo a excelência do ensino e pesquisa e a reputação global da instituição.

“O destaque nos rankings das universidades estaduais é o reflexo do trabalho desenvolvido pela comunidade acadêmica e um estímulo para a consolidação da posição que o Estado do Paraná ocupa no processo de inovação”, ressaltou o secretário de Estado do Ensino Superior, João Carlos Gomes. Segundo ele, esta valorização também dá mais visibilidade para o que é realizado pelas universidades favorecendo o avanço no processo de integração entre o setor produtivo e o meio acadêmico.

Para a avaliação, foram utilizados treze indicadores de desempenho agrupados em cinco campos: ensino, pesquisa, transferência de conhecimento, citação e a visibilidade internacional da instituição.

Para a assessora de Planejamento da UEM, Alice Eiko Murakami, esta divulgação do ranking dá visibilidade à universidade, mostrando o desempenho e a excelência da instituição, especialmente na questão do ensino e da pesquisa, das publicações e das citações. “Os rankings, em geral, servem inclusive de parâmetros para candidatos estrangeiros interessados em ingressar na universidade, uma vez que muitos querem saber como está a inserção de uma instituição no cenário nacional e internacional, nas áreas do ensino, pesquisa, extensão e da inovação tecnológica”.

No caso do ensino, a avaliação levou em conta o ambiente de aprendizagem. No campo da pesquisa, o ranking se baseou no volume da produção científica e na reputação acadêmica. Quanto à citação foi considerada a influência da pesquisa e, na questão da visibilidade, pesou, na avaliação, o fator da perspectiva internacional da instituição avaliada.

A UEL obteve média geral de 57,43. Segundo a diretora de Avaliação e Acompanhamento Institucional da Pró-reitoria de Planejamento (Proplan) da UEL, professora Martha Marcondes, a boa média se deu pela somatória dos resultados, que avaliaram itens como Ensino (média de 50,1); Projetos Internacionais (24,9); Patente e Desenvolvimento Tecnológico (32,7); Pesquisa (31,6) e Citações Acadêmicas (17,8). “A UEL tem investido em iniciativas de peso relacionadas ao desenvolvimento tecnológico e esta é uma tendência que devemos manter”, afirmou a professora.

No levantamento divulgado pelo Times Higher Education aparecem 23 universidades do Brasil no ranking da América Latina. A Universidade de São Paulo (USP) ficou em primeiro lugar, seguida da Universidade Estadual de Campinas.


Por Agência Estadual de Notícias
GUIASJP - Um serviço POW Internet
POW INTERNET
<

Nenhum item encontrado

Um serviço: Logo POW Internet

"Graça seja convosco, e paz, da parte de Deus nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo." 1CO 1:3

O sangue de Jesus Cristo, filho do Deus vivo, te purifica de todos os pecados.