Empresa

Air France e Airbus serão ouvidas no inquérito sobre acidente que matou 228 pessoas
24-02-2011 16:18


Agência Lusa



Brasília – A companhia aérea Air France e o fabricante Airbus vão prestar esclarecimentos à Justiça francesa, no próximo dia 17, no inquérito sobre acidente do voo Rio-Paris, em junho 2009. O desastre causou a morte de 228 pessoas de várias nacionalidades – entre eles, alguns brasileiros. Segundo Jean-Baptiste Audousset, um dos líderes da Associação de Ajuda Mútua e Solidariedade às Vítimas de Acidentes Aéreos, pode haver um “indiciamento” durante a audiência judicial.



Em seguida, em 20 de março, serão feitas novas operações de buscas no mar, em uma área de 10 mil quilômetros quadrados. No local, caíram os destroços do Airbus. Os investigadores esperam encontrar a caixa-preta onde estão registadas as configurações de voo e as conversas dos pilotos. A partir da caixa preta podem ser levantadas novas hipóteses sobre o acidente.



Com os resultados da apuração e os dados técnicos recolhidos até agora, o Departamento de Investigação e Análise (BEA), responsável pela investigação técnica, informou que a falha nos sensores de velocidade é uma das causas do acidente, mas não pode ser a única responsável pelo desastre.



“Essas prováveis acusações contra a Airbus e a Air France não são um fim em si, mas permitirão um contraditório”, explicou Audousset.



O voo 447 desapareceu no Oceano Atlântico em 1º junho de 2009. Até agora, apenas 50 corpos foram encontrados. Apenas 3% dos destroços da aeronave foram recuperados.

GUIASJP - Um serviço POW Internet
POW INTERNET
<

Nenhum item encontrado

Um serviço: Logo POW Internet

"Graça seja convosco, e paz, da parte de Deus nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo." 1CO 1:3

O sangue de Jesus Cristo, filho do Deus vivo, te purifica de todos os pecados.