Empresa

Copel vai investir R$ 180,3 milhões nas obras da Usina Mauá em 2009
03-01-2009 12:42

As obras de construção da Usina Mauá, no rio Tibagi, deverão absorver recursos de R$ 180,3 milhões por parte da Copel durante 2009, ou 16% do total dos investimentos programados pela Companhia para o ano, orçados em R$ 1 bilhão 113,8 milhões. A nova hidrelétrica, situada nos municípios de Telêmaco Borba e Ortigueira, começará a operar em 2011 com 361 megawatts de potência instalada e capacidade para atender ao consumo de uma cidade com cerca de 1 milhão de habitantes.

A Companhia detém participação de 51% no empreendimento, que é compartilhado com a Eletrosul, titular dos demais 49%. Seu custo total previsto é da ordem de aproximadamente R$ 1 bilhão. “A construção da Usina Mauá é prioritária não só para as empresas parceiras, mas para todo o país”, enfatiza o presidente da Copel, Rubens Ghilardi. “O Brasil conta com a energia que ela irá produzir para sustentar a continuidade do seu desenvolvimento social e econômico, tanto que a obra integra o PAC – Programa de Aceleração do Crescimento do Governo Federal”.

O programa de investimentos da Copel para 2009 foi recentemente apreciado, aprovado e oficializado pelo seu Conselho de Administração e contempla a execução de obras importantes para expandir, modernizar e melhorar o sistema elétrico estadual e, adicionalmente, estender o alcance da rede de fibras ópticas do sistema de telecomunicações.

CRESCIMENTO - Todos os anos, a Copel incorpora às suas redes de distribuição, em média, mais de 80 mil novas ligações elétricas de todos os tipos – residenciais, industriais, comerciais, rurais e outros. A isso, deve ser somado o crescimento do consumo das 3,5 milhões de ligações já existentes. “Por essa razão, a empresa está permanentemente empenhada em reforçar e ampliar a capacidade de atendimento do seu sistema elétrico, assegurando que haja energia elétrica em quantidade suficiente às necessidades do mercado e com alto nível de qualidade e confiabilidade”, observa Ghilardi.

Assim, entre os principais projetos a serem desenvolvidos ao longo de 2009, está prevista a construção de três novas subestações urbanas e linhas de alta tensão associadas para reforçar o sistema elétrico da cidade de Curitiba, nos bairros de Santa Felicidade, Xaxim e Campina do Siqueira. O mesmo acontecerá em Ponta Grossa (com o prosseguimento e conclusão das obras da subestação Uvaranas), Londrina (Jardim Bandeirante), Cascavel (São Cristóvão), Assaí, Imbituva e Sengés, onde novas subestações ampliarão a oferta e a qualidade dos serviços elétricos para a população.

O programa social para ligação de famílias de baixa renda no meio rural, o Luz Para Todos, executado pela Copel em parceria com o Governo Federal e o Governo do Paraná, deverá receber recursos da ordem de R$ 160 milhões, promovendo a eletrificação – a custo zero – de mais de 20 mil domicílios por todo o Estado.

AEN
GUIASJP - Um serviço POW Internet
<

Nenhum item encontrado

Um serviço: Logo POW Internet

"Graça seja convosco, e paz, da parte de Deus nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo." 1CO 1:3

O sangue de Jesus Cristo, filho do Deus vivo, te purifica de todos os pecados.