Empresa

Paraná é o segundo no ranking de abertura de novas empresas
19-05-2009 15:49

Com a criação de 18.283 novas empresas no período de janeiro a abril deste ano, o Paraná passou a ser o segundo Estado no ranking brasileiro de abertura de novas empresas no país, ficando apenas atrás de São Paulo. A informação foi prestada nesta terça-feira (19) pelo presidente da Junta Comercial do Paraná, Julio Maito Filho.

“O Paraná está mantendo um ritmo invejável de crescimento econômico, pois, no primeiro quadrimestre de 2009, o Estado registrou o equivalente a 225 novas empresas por dia útil. Isso demonstra que a economia paranaense tem hoje fundamentos sólidos devido ao alto espírito empreendedor de nossa gente, principalmente micros e pequenos empresários, e sobretudo a políticas públicas de apoio e de estimulo ao empresário”, afirma.

O ranking do quadrimestre na abertura de novas empresas apontou São Paulo com 60.653, o Paraná com 18.283, Minas Gerais com 16.915 e em quarto lugar o Rio Grande do Sul com 16.259, segundo dados fornecidos pelo Sistema Siarco, do Departamento Nacional do Registro do Comércio e Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio - MDIC.

Júlio Maito Filho também destaca que “o acompanhamento e análise dos números de criação de novas empresas são importantes porque sinalizam que, apesar da crise global, a economia paranaense está respondendo bem à política fiscal e tributária do Governo do Estado, orientada pelo governador Roberto Requião”.

REUNIÃO - A Junta Comercial informa também que está organizando a Reunião da Anprej (Associação Nacional dos Presidentes de Juntas Comerciais), a ser realizada em Foz do Iguaçu de 24 a 26 de junho e que contará com todos os secretários-gerais e procuradores regionais das Juntas, além dos vogais e relatores das 40 Agências Regionais que a Junta Comercial mantém no Paraná.

No encontro, haverá um painel especial sobre o novo ordenamento jurídico, estabelecido pela Lei Complementar 128, que espera tirar da informalidade mais de 10 milhões de brasileiros que serão registrados nas Juntas e que exercem atividades autônomas, através da legalização do MEI (Micro Empreendedor Individual), que deverá ter seu início em 1º de Julho, e apresentará os programas e procedimentos legais de suas inscrições. A estimativa é que no Paraná deverá ter cerca de 500 mil microeempredores individuais nos próximos três anos.

DIGNIDADE - O presidente da Junta ressalta que o MEI vai tirar da informalidade e até da clandestinidade gente que trabalha muito e que é encontrada nas ruas mantendo pequenos comércios ou prestando serviços.

Agora, sem burocracias ou tributos - pois a contribuição é mínima e dirigida quase toda à Previdência Social para amparo de saúde e aposentadoria – esses trabalhadores vão ser empreendedores, com nome e sobrenome, com possibilidades de terem créditos e financiamentos especiais e ainda desenvolverem-se como empresários e cidadãos.

Agência Estadual de Notícias
GUIASJP - Um serviço POW Internet
<

Nenhum item encontrado

Um serviço: Logo POW Internet

"Graça seja convosco, e paz, da parte de Deus nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo." 1CO 1:3

O sangue de Jesus Cristo, filho do Deus vivo, te purifica de todos os pecados.