Empresa

Prefeitura ensina olarias a lucrar mais sem agredir o meio ambiente
21-12-2011 08:37

Maior produtividade às olarias de São José dos Pinhais, mas com sustentabilidade ambiental, é um dos objetivos que a Prefeitura de São José dos Pinhais, por meio da Secretaria de Agricultura, pretende oportunizar. A cidade possui 150 olarias, sendo o maior pólo da indústria cerâmica vermelha do Brasil em números de empreendimentos. Com produção mensal média de 25 a 30 milhões de tijolos, gera aproximadamente 1.300 empregos diretos e 5.200 indiretos.

A partir desses dados surgiu a preocupação com a conscientização dos oleiros e de todos que trabalham com a queima da madeira no município dentro da Secretaria de Agricultura, já que para abastecer a produção mensal do município consome-se cerca de 30 a 35 mil metros cúbicos de madeira (lenha, serragem, resíduos industriais de madeira, dentre outros).

O primeiro passo foi a realização do Seminário de Sustentabilidade da Araucária, em setembro de 2011, quando um dos pontos levantados foi com relação à garantia da continuidade da produção energética e cuidados com o desmatamento na cidade.

A partir de mobilizações, palestras e discussões, o engenheiro florestal da Secretaria de Agricultura Marcelo Lubas está visitando em todas as olarias de São José dos Pinhais para diagnosticar a situação em que elas se encontram e depois disso elaborar um plano de ação.

“Queremos garantir a qualidade do produto, aumentar a produtividade das olarias e promover a sustentabilidade de forma adequada. Aquelas olarias que não possuem condições financeiras para a reestruturação podem procurar a Secretaria que nós procuraremos fazer financiamentos junto ao Banco do Brasil”, destaca o secretário municipal de Agricultura e Abastecimento, Pedro Persegona.

Além de orientar as olarias para a adequação da estrutura e fornos onde são produzidos os tijolos, realizando um trabalho preventivo e não punitivo, a Prefeitura pretende regulamentar a venda de tijolos, com o apoio dos Sindicatos da Indústria da Construção Civil e da Indústria de Cerâmicas Vermelhas, já que atualmente apenas 5% das olarias de São José dos Pinhais possuem estruturas de trabalho em condições adequadas.

O objetivo é fazer com que futuramente as lojas passem a comprar os tijolos apenas de olarias certificadas, notificando as que não cumprirem as normas exigidas. Em março de 2012 a Secretaria de Agricultura irá levar os oleiros de São José dos Pinhais até São Paulo para que eles possam conhecer fornos de última geração.

O oleiro Paulo Joel Barbosa, trabalha nessa área há mais 30 anos e sempre utilizou a forma de produção de tijolos que mais agride o meio ambiente, mas atualmente está adequando a sua produção com o auxílio da Prefeitura e pretende obter mais lucratividade sem atingir a natureza. “Pretendo ter 40% de melhorias. Hoje produzo 200 mil tijolos por mês e pretendo chegar com essas mudanças a 600 mil tijolos. Aprendi que posso ter mais lucratividade se ao mesmo tempo repor o que utilizo da natureza”, informa Paulo.

Fonte: Comunicação Social da Prefeitura Municipal de São José dos Pinhais

Publicado: GuiaSJP.com - Texto de Departamento de Comunicação - GuiaSJP.com
GUIASJP - Um serviço POW Internet
POW INTERNET
<

Nenhum item encontrado

Um serviço: Logo POW Internet

"Graça seja convosco, e paz, da parte de Deus nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo." 1CO 1:3

O sangue de Jesus Cristo, filho do Deus vivo, te purifica de todos os pecados.