Empresa

Trabalhadores dos Correios aprovam greve por tempo indeterminado no Paraná
16-09-2009 09:14

Curitiba - Trabalhadores da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) no Paraná decidiram em assembleias regionais realizadas na noite de ontem (15) entrar em greve por tempo indeterminado em todo o estado. De acordo com o secretário-geral do Sindicato dos Trabalhadores nos Correios do Paraná (Sintcom-PR), Nilson Rodrigues dos Santos, a empresa, além de manter o Acordo Coletivo de Trabalho atual, ofereceu 90 centavos de acréscimo no vale-refeição e 4,5% de reajuste salarial. Pela proposta da ECT, esse índice também seria aplicado nos demais itens do acordo.

A categoria reivindica uma reposição salarial de 41,03%, que corresponde às perdas ocorridas desde agosto de 1994, e um aumento linear de R$ 300 no piso salarial da categoria, que é de R$ 640.

Segundo o secretário-geral, os trabalhadores não estão “brigando por apenas questões salariais, querem segurança, portas giratórias nas agências e redução de jornada de trabalho”. Ele disse que os 6,3 mil funcionários do Paraná vão para o trabalho apreensivos, com medo de assaltos.

Só na capital e região metropolitana, há 3 mil trabalhadores, que distribuem, em média, 800 mil correspondências por dia. Em todo o Paraná, pelos cálculos do sindicato, circulam 1,3 milhão de encomendas diariamente.

De acordo com o sindicalista, os grevistas passaram a noite em frente à sede dos Correios em Curitiba e devem permanecer no local durante todo o dia aguardando novas propostas da empresa para serem discutidas em assembleias.

Lúcia Nórcio
Repórter da Agência Brasil
GUIASJP - Um serviço POW Internet
<

Nenhum item encontrado

Um serviço: Logo POW Internet

"Graça seja convosco, e paz, da parte de Deus nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo." 1CO 1:3

O sangue de Jesus Cristo, filho do Deus vivo, te purifica de todos os pecados.