Entretenimento

Em tempo de férias, Copel alerta para riscos de empinar papagaios
10-07-2010 11:14


Com o início das férias de inverno, uma tradicional e divertida – mas potencialmente perigosa – brincadeira infantil volta a ser motivo de preocupação para os técnicos da Copel: empinar pipas ou papagaios.

Se o local escolhido para o passatempo não for o mais adequado – com fios de energia elétrica por perto, por exemplo – o risco de a brincadeira acabar se transformando em problema ou mesmo em um acontecimento trágico pode ser grande.

Além do enorme risco de acidentes com choque elétrico, uma pipa enroscada na fiação elétrica pode resultar na interrupção do fornecimento a consumidores. E nem precisou o mês de férias começar para a Copel registrar em Londrina diversas ocorrências de desligamentos, provocados justamente por pipas ou papagaios presos na rede de distribuição de energia. Só no Conjunto Violin, foram registradas três interrupções durante a última semana de junho que deixaram cerca de 8,5 mil domicílios sem luz.

CUIDADOS - Empinar pipas é uma arte que exige para sua prática, mais que habilidade, muita atenção para a escolha do lugar e também certos cuidados, como não utilizar materiais metálicos ou metalizados no brinquedo ou na linha que o prende, e evitar a brincadeira em dias excessivamente úmidos, pois a água é excelente condutora de eletricidade.

Para orientar as crianças a brincar apenas em locais absolutamente seguros e também alertar os pais para que ajudem a evitar acidentes, a Copel está realizando em Londrina uma campanha de conscientização nos bairros com maior concentração de ocorrências na cidade. Eletricistas e técnicos retiraram pipas das redes elétricas vizinhas aos conjuntos Violin, Vivi Xavier e Santa Fé e estão visitando mais de 3 mil estudantes de 5a a 8a série em escolas da Zona Norte.

Com a campanha, a Copel quer reforçar o recado levado a mais 100 mil crianças todos os anos em palestras dadas em escolas por empregados voluntários. Entre as principais orientações passadas aos alunos está evitar o uso de material metálico na confecção das pipas, como arame e papel ou fio laminado, e jamais aplicar cerol na linha. Outra orientação é nunca tentar retirar ou soltar uma pipa enroscada na rede.

De acordo com o supervisor do setor de Segurança da Copel em Londrina, Luís Pereira Neres, apesar de não serem freqüentes, os acidentes com pipas geralmente apresentam conseqüências graves. “Em Londrina, uma criança morreu em 2001 ao subir em um poste para pegar uma pipa, que encontrou enroscada próxima do transformador”, contou. Dois anos depois, em Telêmaco Borba, um adolescente que utilizou material metálico para construir sua pipa foi vítima fatal de uma descarga elétrica.

AEN
GUIASJP - Um serviço POW Internet
POW INTERNET
<

Nenhum item encontrado

Um serviço: Logo POW Internet

"Graça seja convosco, e paz, da parte de Deus nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo." 1CO 1:3

O sangue de Jesus Cristo, filho do Deus vivo, te purifica de todos os pecados.