Entretenimento

Paraná terá R$ 72,8 milhões para investir no Aeroporto Afonso Pena
19-07-2010 16:40

O Paraná terá R$ 72,8 milhões para investir no Aeroporto Afonso Pena, em São José dos Pinhais, com vistas à Copa de 2014. O PAC dos Aeroportos foi assinado nesta segunda-feira (19), em Brasília, pelo presidente Luis Inácio Lula da Silva, pelo Ministro da Defesa, Nelson Jobim, e pelo presidente da Infraero, Murilo Marques Barbosa. Os recursos serão utilizados para melhoras do terminal de passageiros e viário, instalação de equipamentos e construção da terceira pista no aeroporto.

Durante o encontro, que reuniu prefeitos e governadores das 12 cidades-sede do campeonato mundial, o presidente assinou termo de ajuste de conduta com os Estados e municípios, para assegurar que as obras estejam concluídas até dezembro de 2012. “Esta é uma ação importante para que possamos atender a todas exigências da Fifa e garantir que as obras de infraestrutura e viárias, previstas para Curitiba e região metropolitana, sejam realizadas”, afirmou Pessuti.

O governador lembrou ainda que algumas das obras já foram inauguradas, como o heliponto do Hospital do Trabalhador, e que outras estão em fase final de conclusão, como a trincheira no cruzamento da Avenida das Torres – Rui Barbosa, em São José dos Pinhais (Região Metropolitana de Curitiba). “Tenho certeza que a Copa será sediada e isto vai trazer benefícios para o Estado e para toda a população paranaense”, afirmou o governador.

Para o secretário-especial para Assuntos da Copa de 2014, Algaci Túlio, o próximo desafio é adaptar o Porto de Paranaguá para o transporte de passageiros. “Queremos que os visitantes conheçam os principais pontos turísticos do Estado”, disse o secretário-especial.

ESTÁDIO – Algaci também afirmou que 99% das negociações para obtenção dos investimentos necessários para a remodelação da Arena da Baixada estão consolidados. “Seria um contrasenso negarmos isso porque, afinal de contas, o estádio está com 75% da sua construção definida, além de ter sido escolhido pela Fifa e pela CBF [Confederação Brasileira de Futebol]”, justificou.

Os recursos serão financiados pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) ao Clube Atlético Paranaense, de acordo com Pessuti. O banco terá como garantia da quitação da dívida o potencial construtivo da região da Arena da Baixada. “A fórmula já está definida, faltam apenas alguns arremates”, informou.

Segundo o governador, está agendada para esta terça-feira (20), a visita do secretário-especial, Algaci Túlio, do procurador-geral do Estado, Marco Antônio Berberi, do secretário de Governo, Luiz Fernando Jamur, e do gestor de Curitiba para a Copa, Luiz de Carvalho, à sede do BNDES, no Rio de Janeiro, para encaminhar solução definitiva sobre o assunto.

Entretanto, Algaci considera a alternativa de construção de um novo estádio, a Arena Paratiba, que demandaria recursos de aproximadamente R$ 500 milhões. “Se tiverem investidores interessados em contribuir com a cidade de Curitiba ou com o Paraná, nada disso será descartado. A gora a preferência é consolidar a Arena da Baixada”.


Agência Estadual de Notícias
GUIASJP - Um serviço POW Internet
<

Nenhum item encontrado

Um serviço: Logo POW Internet

"Graça seja convosco, e paz, da parte de Deus nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo." 1CO 1:3

O sangue de Jesus Cristo, filho do Deus vivo, te purifica de todos os pecados.