Entretenimento

Paranaense bate recorde por memorizar mais de 54 milhões de datas
11-05-2016 17:10

José Tanous Boulos Filho, conhecido como Zuzo Tanous, que é coach de aprendizagem acelerada em Curitiba (PR), entra para o RankBrasil em 2016 pelo recorde de Melhor memória com datas de calendário. Em 70 segundos, ele obteve 50 acertos entre os anos de 1600 e 150000.

O desafio aconteceu em 30 de abril na capital paranaense, com a presença do fiscal Luciano Cadari. A partir de uma data aleatória entre 148.400 anos, o desafiante tinha que dizer o dia da semana correspondente (segunda-feira, terça-feira, etc.). Para memorizar/calcular um total de 54.166.000 datas, o curitibano utilizou a técnica do calendário.

Dentro da memorização, José percebeu a existência de várias modalidades, o que se tornou um hobby. “Fui descobrindo que tinha facilidade, pesquisei se havia recorde similar e não encontrei no Brasil”. A ideia de memorizar datas surgiu em 2015, quando um amigo indicou o programa de televisão ‘Os incríveis’, do Nat Geo e ele começou a participar.

Conforme o recordista, que tem 23 anos, qualquer pessoa pode alcançar seu objetivo dentro da memorização. “O cérebro se treinado corretamente pode ser um computador poderosíssimo, capaz de memorizar, organizar, calcular e processar uma infinidade de informações, desde memorizar livros e números, até calcular e resolver problemas lógicos mentalmente”, afirma.

Para a obtenção do título brasileiro, ele se preparou durante cerca de três meses. “É muito legal saber que sou um recordista e o único no país a conquistar essa modalidade dentro do RankBrasil”, destaca. Além de memorizar datas, José diz que pode exercitar a memória de várias outras maneiras: com cartas, textos, livros, palavras e números em sequência.

Técnica do calendário
A técnica exige memória e cálculo mental. Segundo o curitibano, o processo começa memorizando chaves relacionadas aos dias, meses e anos/séculos. Os dias são divididos em 31 chaves, os meses em 12, e o ano/século é representado por uma chave diferente em cada ano. “Esta é a parte da memória”, conta.

Ele prossegue dizendo que todas as chaves precisarão ser somadas e divididas por 7, e então o resultado subtraído de sua diferença. “Se o resultado der 27, pegamos o menor resultado dos múltiplos de 7 que é o 21 e subtraímos a diferença: 27-21 = 6 = sexta-feira. Isto é realizado através do cálculo mental”.

Velocidade de resposta é outro item indispensável na técnica. Conforme o paranaense é preciso memorizar mais chaves para cada ano, ao invés de dividi-las em poucas chaves e também é importante ter um bom treino de cálculos mentais e leitura dinâmica. “Em um segundo é necessário ler a data, relembrar as chaves, calcular o algoritmo mentalmente e dar a resposta”, completa.

Neuróbica
José acredita que o coaching em aprendizagem acelerada é um dos maiores responsáveis em motivar pessoas a exercitarem o cérebro, sendo com memória, cálculos mentais, leitura dinâmica, e ginástica cerebral – chamada de neuróbica.

“A neuróbica é praticada mundialmente, mas ampliamos sua utilidade, proporcionando às pessoas treinamentos cerebrais com resultados reais, seja na sua concentração ou memória”, conta. Conforme ele, os cálculos mentais consistem em usar mais o cérebro que a calculadora, e com o prosseguimento de treinamento, não utilizá-la.

Para o paranaense, o maior problema das pessoas é esquecer as coisas facilmente. “Se elas praticam determinada memorização é fácil ter a recordação, mas claro que é preciso exercitar a memória”, destaca. De acordo com José, todas essas ferramentas são incrivelmente poderosas para a utilização em estudos: “Proporcionam um armazenamento infinitamente maior de conteúdos, dando adeus aos brancos na hora das provas”.

Fonte: Bem Paraná
GUIASJP - Um serviço POW Internet
POW INTERNET
<

Nenhum item encontrado

Um serviço: Logo POW Internet

"Graça seja convosco, e paz, da parte de Deus nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo." 1CO 1:3

O sangue de Jesus Cristo, filho do Deus vivo, te purifica de todos os pecados.