Jurídica

Multa traz reviravolta no caso Carli Filho
20-01-2016 14:03

Uma multa de trânsito registrada minutos antes do acidente envolvendo Luiz Fernando Ribas Carli Filho pode mudar o rumo do processo contra o ex-deputado paranaense, acusado de matar dois jovens em uma colisão de trânsito. Desde o acidente, em 2009, a empresa que administra os radares garante que os equipamentos não estavam funcionando e por isso não teriam gravado a passagem do carro de Carli. A multa porém, prova o contrário.

A cópia do documento foi entregue ao pai de um dos jovens mortos, Gilmar Yared, por um cidadão que não quer se identificar. Ele teria afirmado que guardou a multa desde o trágico caso, com medo de represálias. Porém, com o adiamento do julgamento de Carli, o motorista decidiu mostrar o registro da infração, que será encaminhado por Yared ao Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco).

A Prefeitura de Curitiba confirma a multa para um Gol 1.0, no dia do acidente (7 de maio), quatro minutos antes da colisão. “O radar que registrou a infração estava localizado na altura do número 940 da Rua Ivo Zanlorenzi, próximo ao Rio Barigui”, diz a nota. A batida aconteceu na esquina das ruas Ivo Zanlorenzi e Paulo Gorski, no Mossunguê.

Carli Filho é acusado de duplo homicídio com dolo eventual, pois assumiu o risco de matar quando entrou no veículo alcoolizado e o dirigiu em alta velocidade (170 km/h). O júri popular do caso estava marcado para amanhã (21) mas foi suspenso pelo presidente do Supremo Tribunal Federal, Ricardo Lewandowski, que alegou precisar aguardar um recurso pendente ser julgado.

Publicado: GuiaSJP.com - Jornalista Mauren Luc (Reprodução autorizada mediante citação do GuiaSJP.com)
GUIASJP - Um serviço POW Internet
POW INTERNET
<

Nenhum item encontrado

Um serviço: Logo POW Internet

"Graça seja convosco, e paz, da parte de Deus nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo." 1CO 1:3

O sangue de Jesus Cristo, filho do Deus vivo, te purifica de todos os pecados.