Serviços Públicos

População de SJP vai ao GAECO contra transporte
10-02-2016 17:51

As mudanças, e tarifas, no transporte coletivo de São José dos Pinhais vêm sendo tema constante de reclamação dos usuários. Já houve protesto - que parou o Terminal Afonso Pena e a Rui Barbosa - reclamações na Prefeitura, Comec e redes sociais, tentativa de abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), denúncia no Ministério Público (MP) e, na última semana, uma associação de moradores do Município abriu nova denúncia no Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO).

“Nossa luta é contra a obrigatoriedade do cartão-transporte, o fim da função de cobrador e a dupla função imposta aos motoristas”, explica Marcos Santos, diretor de patrimônio da Associação dos Moradores das Moradias Trevisan e Jardim Itália (Asmot). “Estão inibindo nosso direito de ir e vir, que está na Constituição Federal. Só queremos o direito de pagar com dinheiro”, completa.

Ao Gaeco, a Associação entregou nove vídeos que mostram a dificuldade dos passageiros em pegar um ônibus em SJP. “Além de você ter que descer do ônibus se não tiver o cartão, não há pontos de recarga nos bairros e o preço da passagem aumentou absurdamente”, lembra o diretor.

CPI
O termo que pede a abertura de uma CPI sobre o Transporte na Câmara Municipal foi enviado a todos os 21 vereadores da Cidade no ano passado; 14 deles assinaram se comprometendo a realizar o procedimento. “Mas quando foi mesmo para lançar a CPI, só dois assinaram. Os outros correram. Por quê? É muita politicagem para pouca ação. Se houvesse uma investigação, que é dever deles, ajudaria muito. Jogam tudo para o Ministério Público e saem fazendo campanha política culpando um ao outro”, diz Santos.

Ministério Público
O MP do Paraná confirmou o recebimento de denúncias sobre o transporte coletivo de SJP. Segundo o órgão, existe um inquérito civil na Promotoria de Justiça do Consumidor. O caso está em andamento mas o promotor responsável não quis falar sobre o assunto. De acordo com o MP, novidades devem ser divulgadas em breve.

“Não vemos um retorno do MP local, que até agora não se posicionou. Mas não vamos parar, vamos fazer quantas denúncias precisar”, garante o diretor da Asmot.


MUDANÇAS
Nenhuma linha urbana de SJP possui mais cobradores. A profissão foi praticamente extinta na Cidade, que mantém o cargo apenas nas linhas metropolitanas. Depois das demissões em massa, os motoristas passaram a cobrar as passagens. Denúncias de dupla função levaram as empresas a implantar em 100% da frota o pagamento exclusivo pelo cartão-transporte, chamado de VEM. Além disso, em dezembro foram anunciadas diversas mudanças em itinerários e o fim de algumas linhasl. Em janeiro, o Terminal Afonso Pena, que funcionava integrando todos os ônibus da região, foi aberto, mantendo a integração do transporte apenas pelo cartão VEM. No primeiro dia de fevereiro, foi a vez do aumento das tarifas, que passaram de R$2,85 para R$3,30. Nas linhas metropolitanas, o valor passou de R$3,30 para R$4.

Publicado: GuiaSJP.com - Jornalista Mauren Luc (Reprodução autorizada mediante citação do GuiaSJP.com)
GUIASJP - Um serviço POW Internet
POW INTERNET
<

Nenhum item encontrado

Um serviço: Logo POW Internet

"Graça seja convosco, e paz, da parte de Deus nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo." 1CO 1:3

O sangue de Jesus Cristo, filho do Deus vivo, te purifica de todos os pecados.