Maná da Segunda

Maná da Segunda - A Importância de uma Missão Exclusiva



Por Rick Boxx

Quando você vai para o trabalho, existe um senso de missão – um propósito básico – que influencia o quanto você gosta do que faz? Um artigo do Wall Street Journal, respeitado periódico de economia, discutiu a ênfase crescente que as corporações estão colocando hoje sobre a necessidade que seus empregados têm de encontrarem propósito no trabalho que realizam. Para muitos deles, ter um trabalho para fazer e receber um contracheque regularmente já não é o bastante; eles precisam sentir que o seu trabalho tem um significado mais profundo. 

Esta preocupação é compartilhada por muitas pessoas ao avaliarem suas opções de investimentos. Por exemplo, a Factiva, uma ferramenta de informação e pesquisa econômica online, descobriu que em 2014, em ligações telefônicas gravadas, expressões como “missão”, “propósito elevado” ou “mudar o mundo” foram discutidas 3.243 vezes por investidores com seus consultores financeiros, comparadas a apenas 2.318 vezes nos cinco anos anteriores. 

Uma razão para este impulso significativo está conectada à uma geração em particular. Existe uma forte ênfase entre muitos homens e mulheres da chamada “geração do milênio” que desejam trabalhar em algo que esteja fazendo diferença no mundo. Eles desejam que sua vocação – e as companhias que os empregam – contribuam positivamente para as pessoas que usam seus produtos e serviços, para as comunidades onde estão sediadas e para o mundo como um todo. 

Muitas organizações e empresas já têm declarações de missão, visão e valores, de forma a atenderem prontamente o desejo de um propósito maior que muitos de seus trabalhadores e empregados em potencial têm. Uma declaração de missão bem estruturada ajuda o indivíduo a discernir rapidamente se o propósito fundamental de uma companhia e o seu próprio estão em concordância. 

Para aqueles entre nós que veem o trabalho como uma expressão de nossas convicções espirituais, isto também faz um enorme sentido. A Bíblia ensina que a busca vocacional faz parte do chamado de Deus e de Seu plano para nós para que participemos construtivamente de Sua criação. “Porque somos criação de Deus realizada em Cristo Jesus para fazermos boas obras, as quais Deus preparou antes para nós as praticarmos.”  (Efésios 2:10). Em outras palavras, os dons e talentos que possuímos não são arbitrários, mas divinamente concedidos a nós para que participemos da obra de Deus, localmente e globalmente.

Como empregados, executivos e administradores, uma das melhores maneiras de servirmos àqueles que trabalham sob nossa direção é expressando o quanto valorizamos a maneira como Deus planejou que eles e a nossa empresa concorressem para os Seus propósitos exclusivos. Isso também pode funcionar como uma boa ferramenta de recrutamento, mostrando àqueles que procuram emprego que a companhia tem uma compreensão ampla de seu papel na sociedade e como os membros de sua equipe podem contribuir para alcançar esse propósito. 

Pessoas que encontram sentido em seu trabalho e buscam excelência no que fazem geralmente acham seus empregos mais realizadores e recompensadores – e isso não apenas em termos financeiros. A dedicação merece reconhecimento e apreciação sinceros.  Como Provérbios 22:29 afirma,

“Você já observou um homem habilidoso em seu trabalho? Será promovido ao serviço real; não trabalhará para gente obscura.”

Quando trabalhadores sentem que “estão empenhados numa missão”, assumindo tarefas e responsabilidades que vão além de simples prazos e quotas, são inspirados, altamente motivados

e mais produtivos. A companhia também se beneficia, fazendo desta uma situação onde todos ganham.

Próxima semana tem mais!

Rick Boxx é presidente e fundador da "Integrity Resource Center", escritor internacionalmente reconhecido, conferencista, consultor empresarial, CPA, ex-executivo bancário e empresário. Adaptado, sob permissão, de "Momentos de Integridade com Rick Boxx", um comentário semanal acerca de integridade no mundo dos negócios, a partir da perspectiva cristã. Tradução de Mércia Padovani. Revisão de Juan Nieto

Perguntas para Reflexão ou Discussão  

1. Quando vai trabalhar, você tem um senso de missão que vai além do recebimento de um contracheque que financie seu estilo de vida? Como você define essa missão?

2. Você já trabalhou para uma empresa que tivesse uma declaração de missão, visão e valores claramente expressa? Como conhecer a missão da organização ajuda você a determinar sua própria missão, pessoal e profissionalmente?

3. Você acredita que somos “criação de Deus...criados para boas obras que Ele preparou antes para nós”? O que isso significa nos seu dia a dia?

4. Em sua opinião, por que um crescente número de pessoas deseja abordar seu trabalho com um senso específico de missão? Isso é sempre bom? Explique sua resposta.

Nota.: Desejando considerar outras passagens da Bíblia relacionadas ao tema, sugerimos: Eclesiastes 2:24-26; Mateus 6:25-34; Colossenses 3:2, 16-17, 23; II Timóteo 3:16-17.

MANÁ DA SEGUNDA® é uma reflexão semanal do CBMC - Conectando Business e Mercado a Cristo, organização mundial, sem fins lucrativos e vínculo religioso, fundada em 1930, com o propósito de compartilhar o Evangelho de Jesus Cristo com a comunidade profissional e empresarial. © 2008 - DIREITOS RESERVADOS PARA CBMC BRASIL

 


Veja mais Maná da Segunda

Um serviço: Logo POW Internet

"Graça seja convosco, e paz, da parte de Deus nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo." 1CO 1:3

O sangue de Jesus Cristo, filho do Deus vivo, te purifica de todos os pecados.