Maná da Segunda

Maná da Segunda - Humildade Genuína - O que É e o que Não É



Por Robert Tamasy

Você pode pensar em uma pessoa que seja genuinamente humilde? E quanto a alguém que tenha sido extremamente bem-sucedido e não obstante permaneceu humilde? Alguém lhe vem à mente? 

Recentemente ouvi um programa de rádio no qual os comentaristas estavam discutindo sobre humildade e como ela se relaciona com o sucesso das pessoas. Um locutor apresentou seu ponto de vista dizendo que a humildade poderia impedir alguém de alcançar o sucesso. Uma pessoa pode projetar a imagem de ser humilde exteriormente, ele disse, mas internamente o indivíduo deve manter a arrogância e autoconfiança extremas para tornar-se verdadeiramente um sucesso.

Isso me dispôs a começar a imaginar se aquilo era realmente verdade. A humildade e o sucesso se excluem mutuamente? Então me lembrei de um livro clássico sobre negócios escrito por Jim Collins, Empresas Feitas Para Vencer, no qual ele descreve o que classifica de “Líderes Nível 5” – pessoas que dirigem organizações que não são meramente boas, mas grandes.  Depois de muita pesquisa, Collins e sua equipe descobriram que entre as qualidades que os maiores líderes possuíam estavam tanto a humildade quanto “a determinação feroz e estoica de fazer o que fosse necessário para tornar a companhia grande.”

Ao contrário da opinião do locutor do programa de rádio, líderes que fizeram que suas companhias fossem do bom ao grande, não tinham que acreditar que eles eram o foco central de tudo o que acontecia. Na verdade, Collins escreveu, “Líderes assim nunca desejaram ser heróis que atraiam todas as atenções. Eles jamais aspiraram ser colocados sobre um pedestal ou se tornarem ícones intocáveis. Eram aparentemente pessoas comuns produzindo resultados extraordinários.” Eram também rápidos em desviar-se de elogios, redirecionando-os para suas equipes.  

Como isso acontece? Atualmente os refletores da mídia parecem brilhar mais intensamente sobre os líderes corporativos egocêntricos, estrelas dos esportes, entretenimento e outras celebridades. Parece não haver muito espaço para os que se retraem, os tipos de líder humildes que Collins descreveu em seu livro. Entretanto, de acordo com o livro de Provérbios, a humildade é uma commodity valiosa para qualquer pessoa com capacitação para a liderança: 

Líderes que focam em si mesmos flertam com o desastre. Em toda a história vemos exemplos de lideres autocentrados cujas decisões foram ditadas pela ambição, orgulho e ganância, e que levaram no final ao aniquilamento. “Quando vem o orgulho, chega a desgraça, mas a sabedoria está com os humildes.” (Provérbios 11:2). “Antes de sua queda o coração do homem se envaidece, mas a humildade antecede a honra.” (Provérbios 18:12). 

Líderes humildes reconhecem a origem de suas habilidades e realizações. Todos nós temos forças e habilidades inatas. Podemos ter trabalhado duramente para desenvolvê-las e refiná-las, mas geralmente os talentos já estavam ali. Reconhecer Deus como a fonte é um grande passo em direção a se tornar um líder humilde e de sucesso. “O temor do Senhor ensina a sabedoria, e a humildade antecede a honra.” (Provérbios 15:33).   “A recompensa da humildade e do temor do Senhor são a riqueza, a honra e a vida.” (Provérbios 22:4). 

A humildade capacita o líder a buscar – e receber – conselho e opinião de outras pessoas. O líder humilde compreende que não sabe todas as coisas e, portanto, está aberto à contribuição de outras pessoas no que diz respeito a decisões importantes. “Você conhece alguém que se julga sábio? Há mais esperança para o insensato do que para ele.” (Provérbios 26:12).  

Próxima semana tem mais!

Robert J. Tamasy, vice-presidente de comunicações da Leaders Legacy, corporação beneficente com sede em Atlanta. Geórgia, USA. Com mais de 30 anos de trabalho como jornalista, é co-autor e editor de nove livros. Tradução de Mércia Padovani. Revisão e adaptação de Juan Nieto.

Questões Para Reflexão ou Discussão   

 

1. Você acredita que a humildade pode se tornar um obstáculo na busca pelo sucesso? Explique sua resposta.

2. Quem você apontaria como alguém verdadeiramente humilde, não somente na aparência quando isso parece proveitoso?

3. Por que a humildade é uma virtude rara, particularmente no meio empresarial e profissional, onde tantos estão determinados a fazer o que for preciso para alcançar sucesso?

4. Como é possível para os líderes efetivamente comunicarem sua disposição para aceitar contribuições e informações sem comprometer sua autoridade aos olhos dos que os seguem?

 

Nota: Desejando considerar outras passagens da Bíblia relacionadas ao tema, sugerimos: Provérbios 13:10;  16:5,18;  25:27;  Lucas 9:23;  Filipenses 2:3-4. 

MANÁ DA SEGUNDA® é uma reflexão semanal do CBMC - Conectando Business e Mercado a Cristo, organização mundial, sem fins lucrativos e vínculo religioso, fundada em 1930, com o propósito de compartilhar o Evangelho de Jesus Cristo com a comunidade profissional e empresarial. © 2017 - DIREITOS RESERVADOS PARA CBMC BRASIL


Veja mais Maná da Segunda

Um serviço: Logo POW Internet

"Graça seja convosco, e paz, da parte de Deus nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo." 1CO 1:3

O sangue de Jesus Cristo, filho do Deus vivo, te purifica de todos os pecados.