Maná da Segunda

Maná da Segunda - O Que Executivos de Sucesso Fazem de Diferente



Por Rick Boxx

O consultor de liderança Ron Carucci, em uma aparição em vídeo da Harvard Business Review, afirma que entre 50 e 60 por cento dos executivos falham quando exercem pela primeira vez esse cargo.  Por causa disso, Carucci estudou executivos de sucesso para descobrir o que eles fizeram de diferente daqueles que não foram bem-sucedidos e descobriu quatro fatores principais. 

O primeiro fator é Amplitude. Novos executivos tendem a ter uma visão estreita sobre negócios.  A compreensão total do panorama de qualquer  organização é fundamental para se ter a amplitude de conhecimento necessária para a tomada de decisões inteligentes. 

Na Bíblia, encontramos um bom exemplo dessa deficiência.  O apóstolo Pedro foi uma pessoa que teve dificuldades para enxergar o panorama total.  Em certa ocasião, Jesus o repreendeu dizendo:  “...Você é uma pedra de tropeço para Mim, e não pensa nas coisas de Deus, mas nas dos homens.”  (Mateus 16:23). 

Em seus papéis como líderes, executivos de sucesso procuram compreender todos os aspectos de sua organização. 

O segundo fator que Carucci descobriu é Contexto.  Executivos bem-sucedidos realizam o trabalho necessário para obter entendimento das mudanças em sua cultura, ramo de negócios ou dentro de sua organização.  A compreensão do contexto vai capacitá-lo a fazer escolhas mais sábias e mais bem informadas. 

Novamente, nas Escrituras encontramos um modelo para essa abordagem de liderança.  Em I Crônicas 12:32 lemos sobre uma família que compreendia a importância de entender o contexto para a tomada de decisões: “dos filhos de Issacar, conhecedores da época, para saberem o que Israel deveria fazer...”

Quando lhes é atribuído um novo papel, executivos de sucesso investem tempo para estudar as tendências e compreender o contexto para poderem, assim, servirem melhor suas organizações.

O terceiro fator é Escolha. Todos os dias apresentam muitas opções de escolha.  Por exemplo, executivos devem decidir onde podem investir melhor o seu tempo.  Se você já desempenhou o papel de executivo, sabe que existem muitas pessoas acreditando que o projeto delas é o melhor para o uso do seu tempo.  Mas o verdadeiro sucesso surge com a capacidade de dizer “não” para o que pode desviar a atenção e “sim” somente para as oportunidades cruciais para a missão.

Como Jesus disse em Mateus 7:14, “...é estreita a porta, e apertado o caminho que leva à vida! São poucos os que a encontram.” 

O último fator que Carucci descobriu é Conexões.  Executivos bem-sucedidos sabem que é crucial conectar-se com outros, construindo relacionamentos fortes e confiança.  Estabelecer as conexões certas vai capacitá-lo a alavancar aqueles relacionamentos e construir confiança, de modo que outros possam ajudá-lo a alcançar seus objetivos.  Podemos citar exemplos e mais exemplos que demonstram como trabalhar de forma isolada não é uma estratégia eficiente de liderança. 

Encontramos esse princípio sendo comunicado em I João 4-7:  “Queridos amigos, amemos uns aos outros porque o amor vem de Deus.  Quem ama é filho de Deus e conhece a Deus.”  Amar a outras pessoas no ambiente de trabalho é uma forma poderosa de construir relacionamentos e confiança.  Em muitos casos, isso leva ao sucesso mútuo. 

Próxima semana tem mais!

Rick Boxx é presidente e fundador da "Integrity Resource Center", escritor internacionalmente reconhecido, conferencista, consultor empresarial, CPA, ex-executivo bancário e empresário. Adaptado, sob permissão, de "Momentos de Integridade com Rick Boxx", um comentário semanal acerca de integridade no mundo dos negócios, a partir da perspectiva cristã.  Tradução de Mércia Padovani. Revisão de Juan Nieto (jcnieto20@gmail.com).

Questões Para Reflexão ou Discussão  

1. Antes de ler este “Maná”, que motivos você sugeriria para explicar por que a maioria dos executivos se depara com o fracasso quando assumem este papel pela primeira vez?

2. Qual dos quatro fatores apresentados é mais importante para você? Explique sua resposta.

3. Como um executivo pode ganhar uma visão mais ampla de sua organização, sua cultura e suas necessidades?  Que passos você considera úteis para isso?

4. O último fator citado é “conexões” – relacionamentos.  Por que, em sua opinião, tantos executivos falham nessa área?  Como você avalia sua própria eficiência em termos de conexões e relacionamentos?

Nota.:  Desejando considerar outras passagens da Bíblia relacionadas ao tema, sugerimos Provérbios 11:14;  15:22;  19:20;  27:17, 23;  Eclesiastes 4:9-12;  Atos 6:3-4;  Hebreus 13:17. 


MANÁ DA SEGUNDA® é uma reflexão semanal do CBMC - Conectando Business e Mercado a Cristo, organização mundial, sem fins lucrativos e vínculo religioso, fundada em 1930, com o propósito de compartilhar o Evangelho de Jesus Cristo com a comunidade profissional e empresarial. © 2018 - DIREITOS RESERVADOS PARA CBMC BRASIL


 


Veja mais Maná da Segunda

Um serviço: Logo POW Internet

"Graça seja convosco, e paz, da parte de Deus nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo." 1CO 1:3

O sangue de Jesus Cristo, filho do Deus vivo, te purifica de todos os pecados.