Maná da Segunda

Maná da Segunda - Paz em Meio a Mudanças



Por Catherine Gates

Para muitas pessoas até mesmo a simples ideia de mudança é algo desconfortável. Temos a tendência de nos sentir à vontade com o que é conhecido, mesmo quando o conhecido não está funcionando tão bem assim. Algumas das principais razões para as pessoas resistirem à mudança incluem: sensação de perda do controle; medo que o inesperado as surpreenda; quebra da rotina e ter que aprender tudo novamente; medo do fracasso ou pelo menos, de cometer erros e produzir um trabalho inferior durante o aprendizado do processo. Se isso envolver uma completa mudança na condição de trabalho, tal como uma demissão, então, o medo cresce exponencialmente. 

Então, dada esta preferência predominante pelo familiar, como é possível encontrar paz em meio à mudança, especialmente aquela que é como uma revolução total? Eu só conheço um meio: a fé.

Eu atravessei muitas mudanças durante minha carreira; algumas bem-vindas, outras nem tanto. Elas incluíram reestruturação organizacional, demissões, e uma completa mudança de carreira que sofreu voltas e reviravoltas por 16 anos. Uma mudança muito dramática envolvia mudar para o outro lado do país sem nenhuma perspectiva de emprego. Eu me refiro a esse período como a minha “experiência de Abraão”. Eu me mudei para um lugar onde não tinha nenhuma ligação e não fazia a menor ideia de como era o mercado de trabalho. Além disso, não fazia também a mínima ideia de como me encaixaria na cultura local. Mas eu sentia que Deus estava me levando para lá. 

A história de Abraão nos encoraja e dá esperança durante os períodos de mudança em diversos níveis. Deus pediu que Abraão deixasse tudo o que lhe era conhecido – sua família, amigos, lar e região geográfica – a fim de ir para um lugar que Deus “lhe mostraria”. Deus não lhe disse para onde ele deveria ir ou como seria aquele local. Deus disse a Abraão – ou Abrão, como era no início – que ele seria abençoado. Abrão mudou-se para terras estrangeiras, passou períodos de escassez, combateu inimigos e enfrentou durante anos a condição de não ter filhos. Mas Deus havia lhe dito que sua descendência seria tão numerosa quanto as estrelas. Gênesis 15:6 nos diz: “Abrão creu no Senhor, e isso lhe foi creditado como justiça.” 

Como podemos atravessar tempos assim sem nos sentirmos esmagados pelo medo e pela ansiedade? Abraão nos serve como um grande exemplo: 

Procure permanecer no Senhor.  Abraão permaneceu próximo de Deus, procurando fazer Sua vontade e seguir Sua direção. Como seguidores de Jesus Cristo nós temos o Espírito Santo para nos guiar e orientar. Permanecemos no Senhor lendo e estudando a Bíblia, através da oração e sendo gratos. Quando permanecemos dessa maneira recebemos sabedoria e direção para dar os melhores passos. 

Aprenda a submeter-se a Deus.  Embora isso geralmente não faça sentido, Abraão submeteu-se à vontade de Deus, estabelecendo para nós o exemplo de como é ser obediente. Quando nós assumimos o controle de qualquer questão, estamos dizendo a Deus: “Eu tenho o controle disso. Não preciso do Senhor.” Este é um pensamento assustador. Nós sempre precisamos do Senhor, porque não sabemos o que nos espera, mas Ele sabe. E Seus planos são sempre melhores que os nossos. 

Nunca pare de confiar em Deus.  Abraão não teve o seu filho prometido até estar com 100 anos de idade – 25 anos depois de Deus ter-lhe feito a promessa. Mas Abraão jamais deixou de confiar em Deus.  Quando olho atrás para minha vida, posso ver que Deus sempre cumpre o que promete. Pode demorar - às vezes anos - mas Deus usa o tempo para nos preparar para as coisas melhores que Ele planejou.

A história de Abraão me inspirou a permanecer continuamente próxima a Deus e confiar nEle. Enquanto você aumenta sua confiança em Deus, sendo grato em todas as circunstâncias e fazendo orações específicas de seus pedidos, Deus dá a você a Sua paz que ultrapassa todo o entendimento (Filipenses 4:6-7), e a certeza de Sua bondade e feitos maravilhosos. 

Próxima semana tem mais!

Catherine Gates é diretora de Divulgação e Envolvimento da Workmatters.  Ela tem mais de 30 anos de experiência em diversas áreas no mercado de trabalho, incluindo tecnologia, vendas e liderança de desenvolvimento. Tem supervisionado e contribuído para o desenvolvimento de todos os estudos Workmatters, destinados a equipar líderes empresariais com princípios bíblicos para realizarem seu trabalho. É apaixonada por ajudar outras pessoas a usarem mais o potencial que lhes foi dado por Deus. Tradução de Mércia Padovani. Revisão de Juan Nieto (jcnieto20@gmail.com).

Questões Para Reflexão ou Discussão   

1.  Como você reage à mudança – especialmente quando ela não é feita em seus próprios termos?

2.. Quais os aspectos da mudança que você acha mais inquietantes?

3.  A autora sugere aprender a “permanecer no Senhor”. Isso é fácil para você? Você pensa ou age de modo diferente quando permanece nEle? Explique sua resposta.

4.  Pense em quando foi mais difícil confiar em Deus. Descreva esse período e como foi o desfecho. O que você aprendeu sobre confiar no Senhor com aquela situação?

Desejando considerar outras passagens da Bíblia relacionadas ao tema, sugerimos: Salmos 23:1-6;  Isaías 26:3;  41:10;  Jeremias 29:11-13;  33:3;  João 14:27.  

MANÁ DA SEGUNDA® é uma reflexão semanal do CBMC - Conectando Business e Mercado a Cristo, organização mundial, sem fins lucrativos e vínculo religioso, fundada em 1930, com o propósito de compartilhar o Evangelho de Jesus Cristo com a comunidade profissional e empresarial. © 2018 - DIREITOS RESERVADOS PARA CBMC BRASIL

 

 


Veja mais Maná da Segunda

Um serviço: Logo POW Internet

"Graça seja convosco, e paz, da parte de Deus nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo." 1CO 1:3

O sangue de Jesus Cristo, filho do Deus vivo, te purifica de todos os pecados.