Maná da Segunda

Mana da segunda: Quando Trabalho Vira Prazer



Por Rick Boxx

Estabelecemos inúmeros objetivos ao longo de nossa carreira profissional. Mas para muitos, a aposentadoria aos 65 anos – ou antes, se possível – parece ser o principal. Mas com os ventos da economia soprando desfavoravelmente, consumindo a poupança de milhões de investidores, muitos aposentados em potencial tiveram a necessidade de rever substancialmente seus planos.

Apesar de tudo, grande número de profissionais e empresários inicia sua jornada de trabalho sonhando com o dia em que arrumarão suas coisas no escritório pela última vez e começarão uma nova vida de relativo lazer, sem ter que lidar com as pressões e prazos do cotidiano das corporações. Quando esse dia chegar, muitos escolherão atividades como golfe, jardinagem ou viagens, fazendo delas o foco central de seu tempo e energia. No processo de embarcar numa nova fase da vida, contudo, eles deixam para traz anos de sabedoria e experiência.

Por tudo isso a história de Waldo McBurney, de Quinter, Kansas, EUA, que se tornou tema de programas de TV e artigos de jornal, nos parece bem revigorante. Waldo McBurney foi declarado o trabalhador mais idoso da América em 2006, aos 104 anos! Sua carreira profissional foi literalmente da época das charretes a cavalo, à era dos computadores. Recebeu o primeiro salário em 1915, aos 13 anos, conduzindo cavalos que puxavam uma debulhadora de trigo.

Na década de 50 abriu um negócio de lavagem de sementes, empreendimento mantido até completar 91 anos. A essa altura, entretanto, ao invés de se aposentar, ele transformou sua criação de abelhas, um hobby de décadas, em outro empreendimento: venda de mel. Finalmente em 2008 ele vendeu seu negócio, admitindo que já era hora de “diminuir o ritmo”. Morreu em julho, aos 106 anos, deixando um rico e digno legado de trabalho.

Aparentemente McBurney não continuou trabalhando por necessidade. Existiam outros interesses. Por exemplo, ele gostava de correr desde que era criança e, aos 65 anos, passou a dedicar-se a corridas de longa distância. Chegou a competir nas Olimpíadas Sênior, World Masters e outras competições, conquistando 10 medalhas de ouro. Continuou a participar de corridas até 2004, quando escreveu sua autobiografia, “My First 100 Years: A Look Back from the Finish Line" (Meus Primeiros 100 Anos: Um Retrospecto à Linha de Chegada)”.

McBurney não tinha um estilo de vida de desperdício. Geralmente caminhava os poucos quarteirões que separavam sua casa do escritório. Dispunha de recursos suficientes para se aposentar com conforto, mas percebeu o valor do trabalho e extraiu grande prazer de suas atividades vocacionais. Relaxar numa cadeira de balanço, passar o dia vagueando pelo jardim ou passeando no parque, aparentemente não o atraíam nem um pouco.

O rei Salomão, reputado o homem mais sábio da história, bem poderia estar se referindo ao Sr. McBurney quando escreveu em Eclesiastes 5.19-20: “E quando Deus concede riquezas e bens a alguém e o capacita a desfrutá-los, a aceitar a sua sorte e ser feliz em seu trabalho, isso é um presente de Deus. Raramente essa pessoa fica pensando na brevidade de sua vida, porque Deus o mantém ocupado com a alegria do coração.”

Usar as habilidades e talentos que Deus lhe deu em uma ocupação que você gosta, pode muito mais encher seu coração de alegria, que a “tradicional” aposentadoria aos 65 anos. Decida-se a não perder o melhor que Deus tem para seus próximos anos.


Próxima semana tem mais!


--------------------------------------------------------------------------------

Rick Boxx é presidente e fundador da "Integrity Resource Center", escritor internacionalmente reconhecido, conferencista, consultor empresarial, CPA, ex-executivo bancário e empresário. Adaptado, sob permissão, de "Momentos de Integridade com Rick Boxx", um comentário semanal acerca de integridade no mundo dos negócios, a partir da perspectiva cristã. Tradução de Mércia Padovani. Revisão e adaptação de J. Sergio Fortes

--------------------------------------------------------------------------------

Questões Para Reflexão ou Discussão


1. Você já fez planos para aposentadoria? Quando pretende se aposentar e como espera usar seu tempo?
2. Como você reagiu à história de Waldo McBurney?
3. Pensando em sua aposentadoria, o exemplo de McBurney pode influenciar seus planos?
4. Em relação à aposentadoria, como você considera aplicar as habilidades que possui e a experiência que adquiriu ao longo dos anos?
Desejando considerar outras passagens da Bíblia relacionadas ao tema, sugerimos: Números 8.23-26; Provérbios 10.4; 18.9; Eclesiastes 11.6; II Timóteo 2.20-21.

MANÁ DA SEGUNDA® é uma refelxão semanal do CBMC - Conecting Business and Marketplace to Christ, organização mundial, sem fins lucrativos e vínculo religioso, fundada em 1930, com o propósito de compartilhar o Evangelho de Jesus Cristo com a comunidade profissional e empresarial. © 2008 - DIREITOS RESERVADOS PARA CBMC BRASIL
Veja mais Maná da Segunda

Um serviço: Logo POW Internet

"Graça seja convosco, e paz, da parte de Deus nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo." 1CO 1:3

O sangue de Jesus Cristo, filho do Deus vivo, te purifica de todos os pecados.