Maná da Segunda

Maná da Segunda: Trabalho: vocação ou aborrecimento



Por Robert J. Tamasy



O "Dia do Trabalho" é comemorado no mundo inteiro em datas diferentes. Este feriado é descrito como tributo da nação às contribuições dos trabalhadores em favor do fortalecimento, da prosperidade e do bem-estar do país. É o dia da celebração ao trabalho e aos que o realizam.



O trabalho, contudo, não é universalmente compreendido. Na verdade, é comum a exibição de desagrado ou má-vontade em aceitá-lo. Em todo o mundo, seja no gabinete do executivo, no cubículo do escritório, no balcão da loja ou na recepção, milhões de homens e mulheres encaram o trabalho como mal necessário e inevitável, meramente um meio para garantir o pagamento de obrigações financeiras e gastar o tempo restante entre finais de semana, férias e feriados.



Entretanto, o trabalho deve ser comemorado e honrado. Por vezes ele pode ser tedioso, monótono, irritante, desagradável, aborrecido, penoso, ocasionalmente até, pode ser tudo isso ao mesmo tempo. Mas também é nobre, importante, essencial, inspirador, desafiante e, falando de modo prático, um meio para servir à humanidade e ao mundo ao nosso redor.



A mídia parece fascinada por celebridades ― artistas de cinema e televisão, músicos, cantores, atletas e escritores famosos. Contudo, as pessoas que estão dando as maiores contribuições à sociedade, normalmente trabalham duramente no anonimato. São professores, cientistas, engenheiros, líderes e administradores empresariais, programadores de computador, pessoal de escritório, médicos, enfermeiros, advogados, entregadores, vendedores, consultores de investimentos, contadores, especialistas em telecomunicações e desenvolvedores de software.



É claro que se você estiver fazendo um trabalho não de acordo com seu interesse e capacidade, pode sentir-se frustrado ou desalentado. O trabalho, porém, possui valor intrínseco, esteja você avaliando a cobertura de um seguro, lidando com um cliente irado, fazendo uma apresentação de vendas ou negociando uma fusão corporativa. A Bíblia nos apresenta uma compreensão valiosa sobre trabalho.



. Trabalho é ordenado por Deus. Desde o princípio os seres humanos deveriam ser mordomos ou zeladores da Terra e de tudo o nela há. O pecado ― desobediência a Deus ― não diminuiu o valor do trabalho, apenas o tornou mais difícil. “O Senhor Deus colocou o homem no jardim do Éden para cuidar dele e cultivá-lo” (Gênesis 2.15). “Maldita é a terra por sua causa; com sofrimento você se alimentará dela todos os dias da sua vida... Com o suor do seu rosto você comerá o seu pão” (Gênesis 3.17-19).



. Trabalho é vocação específica dada por Deus. O trabalho envolve um sentido de chamado, os papéis que desempenhamos utilizando nossos dons, habilidades, experiência e talentos individuais. “Porque somos criação de Deus realizada em Cristo Jesus para fazermos boas obras, as quais Deus preparou antes para nós as praticarmos” (Efésios 2.10).



. Trabalho honra a Deus. Trabalhar para satisfazer outra pessoa ― líderes da empresa ou supervisores ― é uma coisa, mas trabalhar para agradar a Deus é um objetivo ainda mais elevado e um privilégio e honra ainda maiores. “Tudo o que fizerem, façam de todo o coração, como para o Senhor, e não para os homens” (Colossenses 3.23).



. Do trabalho resulta provisão de Deus. O trabalho resulta em produtos tangíveis ou serviços úteis e, também na compensação que supre nossas necessidades diárias. A Bíblia ensina que Deus dá provisão para Seus filhos e geralmente Ele usa o trabalho como meio para isso. “Quando ainda estávamos com vocês, nós lhes ordenamos isto: Se alguém não quiser trabalhar, também não coma” (II Tessalonicenses 3.10).


Próxima semana tem mais!


--------------------------------------------------------------------------------

Texto de autoria de Robert J. Tamasy, vice-presidente de comunicações da Leaders Legacy, corporação beneficente com sede em Atlanta. Georgia, USA. Com mais de 30 anos de trabalho como jornalista, é co-autor e editor de nove livros. Recentemente colaborou com David A. Stoddard em "The Heart of Mentoring: 10 Proven Principles for Developing People to Their Fullest Potential" (A Essência de Mentorear: 10 Princípios Provados Para o Desenvolvimento Pessoal em Todo o Seu Potencial" e, com Ken Johnson, “Pursuing Life With a Shepherd’s Heart” (Vivendo Com um Coração de Pastor). Tradução de Mércia Padovani. Revisão e adaptação de J. Sergio Fortes (jsfortes@globo.com)


MANÁ DA SEGUNDA® é uma edição semanal do CBMC INTERNATIONAL, uma organização de âmbito mundial, não-denominacional, fundada em 1930, com o propósito de compartilhar Jesus Cristo com a comunidade profissional e empresarial.

© TODOS OS DIREITOS RESERVADOS PARA CBMC BRASIL , CP. 1515, Barueri, SP, 06493-970. E-mail: mana@cbmc.org.br -A

Veja mais Maná da Segunda

Um serviço: Logo POW Internet

"Graça seja convosco, e paz, da parte de Deus nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo." 1CO 1:3

O sangue de Jesus Cristo, filho do Deus vivo, te purifica de todos os pecados.