Reflexão

A Fé Começa em Casa – Coloque a Casa em Ordem



Nenhum filho ilegítimo fará parte do povo do Senhor, nem ele nem os seus descendentes até dez gerações. (Deuteronômio 23:2)

Nestes dias tivemos a oportunidade de abençoar uma família de uma maneira diferente do usual.

Normalmente Telma e eu ministramos aconselhamento a casais durante encontros de casais e nos cursos Casados para Sempre e Aliança.

Neste caso, ministramos a este casal no Aliança há quase um ano e meio. Normalmente, ao iniciar, pedimos a cada casal que se apresente, inclusive informando há quanto tempo estão casados, quantos filhos tem, idade, etc.

Pois bem, ao chegar neste casal, o marido disse que estavam casados há 16 anos, enquanto sua esposa fazia um gesto de negação com a cabeça, e ele corrigiu dizendo que de fato estavam juntos há 16 anos, mas não eram casados nem no civil e nem no religioso.

Estavam enfrentando algumas dificuldades no relacionamento entre si e com os filhos.

Durante o curso ministramos ao coração deles a respeito de colocar a casa em ordem, no sentido de acertar a parte civil e religiosa, casando-se conforme as leis do país.

Muitos acham que isto não é necessário sendo uma mera formalidade, a tal ponto, que hoje em dia casais homoafetivos querem casar-se e casais hetero nem sempre dão valor a isto.

Ora, se entendemos a família como uma instituição divina e que o próprio Pai Celestial fez o primeiro casamento, então certamente ele deseja que casemos da maneira como a sociedade entende, o que em nosso país significa casar-se civilmente, como se diz, de papel passado.

Também devem obter a bênção espiritual através de uma autoridade eclesiástica, alcançando assim a bênção completa, ou seja, legal e espiritual sobre seu relacionamento e família.

Se entendemos que dessa maneira obtemos a legitimidade do nosso relacionamento conjugal, podemos entender que qualquer outra forma seja ilegítima.

Neste caso, o versículo que lemos acima determina que os filhos gerados fora da aliança do matrimônio são ilegítimos, outra tradução diz bastardos.

Estes não farão parte do povo do Senhor, ou da congregação dos justos diz outra versão. Podemos interpretar o povo do Senhor como sendo, primeiramente, a família, que deve viver em comunhão e a igreja com quem nos reunimos para adorar a Deus.

Temos observado muitos filhos nascidos assim que tem dificuldades de se relacionar bem com os familiares e pais, além de não se fixarem na igreja, muitas vezes mudando frequentemente de comunidade.

Os filhos podem pedir perdão a Deus por terem sido gerados assim e alcançam a misericórdia divina, ou então seus pais acertam sua situação e estendem a bênção da aliança a eles.

No caso deste casal foi o que os orientamos a fazer. Poderia ter sido feito algo bem simples, protocolar, mas ao entender o significado o esposo, sabendo que sua esposa gostaria de casar de branco numa igreja, preparou tudo para que assim fosse e sonho dela se tornasse realidade.

Quando realizei este casamento, meu coração se encheu de alegria. Não uma alegria própria, mas certamente algo que veio do coração de Deus para aquela família, pois todos no recinto foram impactados da mesma forma.

A comunidade ajudou a realizar o casamento, houve orquestra, cantora, marcha nupcial e seu filho entrou trazendo as alianças. Como ele fez uma surpresa para a esposa, esta não se conteve e se emocionou bastante, sendo cheia de alegria.

Foi um momento muito sublime na presença de Deus em que aproveitei para abençoar seus filhos e inseri-los na bênção, tornando-os filhos legítimos, e portanto, feitos participantes da herança de seus pais, seja esta espiritual, emocional, física e até mesmo financeira.

O resultado não poderia ter sido melhor. Imediatamente observamos a melhora no comportamento dos filhos e no relacionamento conjugal, que agora ao serem questionados podem afirmar com satisfação que são casados e possuem uma aliança inquebrável.

Pai Celestial, perdoa a meus pais por terem me gerado fora da aliança do casamento. Peço que eu seja incluído na Tua bênção. Da mesma forma, perdoa-me por ter gerado filhos fora da bênção da aliança do casamento. Peço-te que meus filhos sejam inseridos no povo do Senhor e sejam participantes da Tua herança. Amém!

Luis Antonio Luize


ICHTUS – Uma Parceria Diária com Deus
Edificando o Povo de Deus pela Internet


Veja mais Reflexão

Um serviço: Logo POW Internet

"Graça seja convosco, e paz, da parte de Deus nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo." 1CO 1:3

O sangue de Jesus Cristo, filho do Deus vivo, te purifica de todos os pecados.