Reflexão

A Fé Começa em Casa – Pais e Filhos



Ele fará com que pais e filhos façam as pazes para que eu não venha castigar o país e destruí-lo completamente. (Malaquias 4:6)

Logo que a Telma e eu nos casamos, percebemos que havia algumas questões em nosso relacionamento com nossos pais que precisavam ser tratados para que pudéssemos desfrutar um do outro inteiramente.

Estas questões estavam relacionadas com nossa criação e as marcas que haviam sido colocadas em nós. Passei muitas noites com a Telma deitada em meu colo ouvindo os acontecimentos da sua vida e orientando-a. Após algum tempo superou estes fatos, não sem antes ir até a sua mãe e perdoá-la por algumas situações marcantes em sua vida.

Imediatamente após ela fazer isto, uma grande carga saiu de suas costas e sentiu-se leve e livre. Agora, os mesmos comportamentos e atitudes de sua mãe já não a afetavam mais. Hoje ela e sua mãe são grandes amigas e confidentes.

A verdade é que chegamos ao casamento com uma bagagem, fruto da nossa criação. Nossos pais, com as melhores intenções de criar filhos ajustados, podem ter cometido excessos ou omissões, ambos ruins para seu filho.

Talvez, você, neste momento, pense em seus pais e como eles te criaram, mas quero te convidar a pensar em como você está criando seus filhos. Estará reproduzindo as mesmas situações em seus filhos ou trocou estas situações por novas situações que possam trazer dificuldades futuras a ele?

Dificilmente alguém acertará completamente na criação dos filhos, pois somos falhos por natureza. Podemos, sim, tentar minimizar estes efeitos através do amor e do perdão.

Certa vez errei na correção dos filhos, no que fui chamado à parte pela Telma e orientado a respeito do meu erro. Imediatamente fui até eles e pedi perdão pelo que tinha feito e pela injustiça que havia cometido. Inicialmente fiquei receoso de que perderia a autoridade, mas a verdade é que ganhei ainda mais respeito, admiração e amizade deles.

Para criarmos filhos saudáveis emocional e espiritualmente primeiro precisamos tratar o nosso relacionamento com nossos pais. E foi o que a Telma e eu fizemos, orientados pelo Espírito Santo apenas.

O diálogo é fundamental para que o casal possa tratar estes aspectos de maneira sadia. Uma outra maneira é a discussão, o que levará a uma situação em que um está certo e o outro errado, e o problema persiste, até que um dia caiam em si e resolvam estas situações de maneira madura.

Recentemente celebramos Bodas de Prata e escrevi um texto para a Telma para ser lido no momento da cerimônia, que dizia assim:

“Telma, neste 21 de junho de 2011 comemoramos vinte e cinco anos de feliz matrimônio – bodas de prata. Olhava para casais com estas alianças que contêm ouro branco e sempre imaginei que eram muito bem sucedidos, davam-se muito bem e eram felizes.

Agora que chego nesta data, entendo o que ela significa e vejo que estava certo. Bodas de prata é a conquista de um casal que leva a sério a Aliança Matrimonial citada pelo pastor no momento do casamento. Pois naquele momento o pastor pronuncia os votos “Promete amá-la, honrá-la, consolá-la e protegê-la na enfermidade ou na saúde, na prosperidade ou na adversidade, e manter-se fiel a ela enquanto os dois viverem?“.

Para mim, estes votos pareciam simples, mas ao longo destes 25 anos de casamento entendo perfeitamente a importância dos mesmos. Saúde e Prosperidade parece ser mais suave e amoroso, mas é na enfermidade e na adversidade que o verdadeiro amor aparece, e hoje compreendo todo seu amor e cuidado para comigo.

Este amor é fruto de duas histórias, duas vidas e uma única e abençoada visão.”

Finalizando, o último versículo do Velho Testamento trata da questão de pais e filhos e que Deus enviaria um profeta para que as gerações fizessem as pazes. Este profeta é Jesus, que veio religar as gerações, pais com filhos, tanto pais e filhos terrenos quanto o pai celestial com seus filhos humanos.

Implícito neste versículo está a conclusão que as famílias que sofrem com problemas entre as gerações, sofrem consequências como se uma maldição os afetasse. Que não sejamos nós afetados por isto.

“Senhor Jesus, peço que teu Santo Espírito possa agir em meu coração e me despertar para tudo que preciso levar a Ti para perdoar e pedir perdão. Religa-me contigo e com a minha família, pois desejo receber todas as tuas bençãos e promessas para que até a minha milésima geração seja abençoada por Ti.”

Luis Antonio Luize



Uma Parceria Diária com Deus
Edificando o Povo de Deus pela Internet

Veja mais Reflexão

Um serviço: Logo POW Internet

"Graça seja convosco, e paz, da parte de Deus nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo." 1CO 1:3

O sangue de Jesus Cristo, filho do Deus vivo, te purifica de todos os pecados.