Reflexão

A Fé Começa em Casa – Sarando as Feridas



Tudo o que aprendi se resume nisto: Deus nos fez simples e direitos, mas nós complicamos tudo. (Eclesiastes 7:29)

Temos visto muitas famílias cristãs que passam por dificuldades em muitas áreas. Alguns passam por dificuldades em sua vida e desejam que isto nunca aconteça mais, mas quando menos esperam veem seus filhos passando pela mesma situação.

Dia deste falava com uma mulher que havia concebido fora do casamento com um homem que seus pais não haviam abençoado. Este homem acabou sendo preso por algumas coisas erradas que fez, tendo sido solto mediante fiança. Eles acabaram se separando, ela conheceu a Jesus e mudou sua vida.

Entretanto, sua filha, fruto daquele primeiro relacionamento, mostra um comportamento rebelde, não ouve a mãe e nem o padrasto. Acabou por se envolver com um rapaz e concebeu. Este, por sua vez, acabou se envolvendo com pessoas erradas, foi preso e posteriormente solto mediante fiança. Exatamente a mesma situação.

Quando encontrei esta família, a mãe me disse:

— Pastor, eu não quero que meu neto passe pela mesma situação que nós passamos. Eu desejo quebrar esta maldição de nossas vidas.

Da mesma maneira há pessoas e famílias que não conseguem realizar seus sonhos e anseios. Lutam, lutam e lutam mas não alcançam seus objetivos de vida.

Às vezes são eles mesmos, às vezes os próprios filhos, que possuem estudo e capacidade, mas que simplesmente não conseguem. Parece que todas as portas se fecham à sua frente.

Acabam por se frustrar e aceitar a sua condição, resignando-se ao que entendem seja seu papel nesta vida e desistem de alcançar seus sonhos e objetivos.

Nos evangelhos também encontramos muitas pessoas que possuíam algum tipo de deficiência física, emocional ou espiritual. A passagem de Lucas 18 descreve a busca de um cego para enxergar.

Aí o cego começou a gritar:

— Jesus, Filho de Davi, tenha pena de mim!

As pessoas que iam na frente o repreenderam e mandaram que ele calasse a boca. Mas ele gritava ainda mais:

— Filho de Davi, tenha pena de mim!

Jesus parou e mandou que trouxessem o cego. Quando ele chegou perto, Jesus perguntou:

— O que é que você quer que eu faça?

— Senhor, eu quero ver de novo! — respondeu ele.

Então Jesus disse:

— Veja! Você está curado porque teve fé.

No mesmo instante o homem começou a ver e, dando glória a Deus, foi seguindo Jesus. E todos os que viram isso começaram a louvar a Deus.

O peso extra era a sequidão dos olhos, não podia enxergar como todo mundo, e isto atrapalhava sua vida e precisava mendigar.

Algumas pessoas passam por isto nesta vida: não conseguem expressar seus sentimentos e dependem de que outros os auxiliem nesta área; não prosperam e buscam alternativas ilícitas para receber a vitória; ou então não conseguem se relacionar de maneira adequada com seu cônjuge e precisam de quem os auxilie a caminhar nesta área, algumas vezes buscando muletas que lhe permitam aplacar a dor que sentem na alma, enveredando por caminhos obscuros e comportamentos muitas vezes reprováveis.

Mas a marca distintiva deste cego em relação à todas as pessoas que estavam com Jesus naquele momento é que ele tinha uma vontade – ser curado.

Se Jesus te fizer esta pergunta agora mesmo, o que você responderia? Ficaria envergonhado pela pergunta e procuraria desviar o olhar para não revelar seus sentimentos mais profundos e ser reprovado ou julgado? Teria dúvida da capacidade de Jesus resolver?

Jesus não veio julgar-nos, mas sim nos dar vida e vida abundante. A única forma de podermos colocar a nossa vida de novo neste caminho de paz é buscarmos com intensidade a cura de nossas emoções e comportamentos.

Isto demanda tempo, não é automático, pois quando semeamos uma semente é preciso esperar com paciência para que cresça e produza fruto. Se pararmos de aguar a terra ou arrancarmos a planta, não obteremos o seu fruto.

Assim também é em nossa vida, precisamos pedir perdão pelos nossos atos anteriores e semear uma nova e boa semente e, se não desanimarmos, a seu tempo colheremos.

Pai celestial, eu quero te pedir perdão por ter andado de maneira errada durante tanto tempo. Algumas vezes cheguei a ficar enfermo na minha alma devido às minhas atitudes. Mas eu quero neste momento manifestar a minha vontade de ser curado das minhas enfermidades e decepções. Desejo colocar a minha aliança com o meu cônjuge junto a ti, de maneira que tu sejas a terceira parte dela. Deus Pai, eu consagro minha família a Ti e peço a tua bênção sobre a minha vida e a de meus familiares em todas as áreas. Tudo que me impedia de receber tua benção nesta vida está cancelado. Eu estou certo que receberei a vitória, pois Tua palavra não cai por terra, ela nunca falha. Eu sou muito grato pela Tua fidelidade a mim. Amém!

Luis Antonio Luize



ICHTUS – Uma Parceria Diária com Deus
Edificando o Povo de Deus pela Internet

Veja mais Reflexão

Um serviço: Logo POW Internet

"Graça seja convosco, e paz, da parte de Deus nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo." 1CO 1:3

O sangue de Jesus Cristo, filho do Deus vivo, te purifica de todos os pecados.