Reflexão

Como Receber de Deus os Desejos do Seu Coração



Deleite-se no Senhor, e ele atenderá aos desejos do seu coração. (Salmos 37:4)

Deleitar-se significa, segundo o dicionário Michaelis, “Experimentar ou receber grande prazer”. O salmista está afirmando que aquele cujo relacionamento com Deus chegar ao ponto de ser descrito como um deleite, terá os desejos do coração atendidos.

Parece ser a chave procurada por tantos para conseguir que tudo o que desejam seja concedido por um deus “papai noel”. Mas não é bem assim. Vamos entender o que significa esta afirmação, pois há pelo menos dois aspectos a se considerar neste versículo.

Primeiro, o salmista coloca a condição – deleite-se no Senhor. Ou seja, faça de Deus a sua fonte de prazer. Observava dias desses meu neto de um ano que andava para lá e para cá e, de vez em quando, olhava para mim e dizia: “Pá”. Ele estava com saudades do pai que havia viajado a trabalho naquela semana e fazia dias que ele não via. Logo que meu filho chegou e ele ouviu a sua voz, abriu um enorme sorriso e saiu correndo para os braços do seu pai. Neste momento ele não estava nem aí para os brinquedos ou para nós. O que ele queria era usufruir do abraço e aconchego do seu pai. Ele batia a mãozinha no ombro do pai e dizia, cabecinha colada no peito, “Pá pá”. Isso é deleitar-se, toda fonte de prazer era a presença e aconchego do seu pai.

Oração para você é obrigação ou prazer? Ler a Palavra de Deus é necessidade ou prazer? Falar aos outros sobre Deus e sua obra é embaraço ou prazer? Embora as respostas a estas perguntas não sejam garantia de nada, elas nos provocam a reflexão.

Segundo, não são quaisquer desejos que serão concedidos. Não são desejos passageiros ou levianos. Não são pedidos inconsequentes ou sem valor real. O salmista afirma que os desejos que Deus atenderá são os desejos do coração, ou seja, aqueles mais profundos, aqueles que têm mais valor e significado para nós. Podem ser até mesmo desejos tão profundos que não chegaram a ser expressos em palavras e transformados em metas.

Mesmo que nossas metas estejam desalinhadas com nossos mais profundos desejos, se nos deleitarmos em Deus, até em nossas orações Ele nos ajudará (Romanos 8:26) e concederá o que estiver no nosso íntimo. Muita gente ora e não consegue respostas porque a boca pede uma coisa, mas no íntimo seu coração deseja outra.

Concluindo:

Ao definir as suas metas, converse com Deus e peça orientação.
Ao executar as tarefas que o levarão para mais próximo da meta, converse com Deus e peça orientação.
Ao alcançar a sua meta, alegre-se com Deus e o faça participante da sua alegria.

Senhor, quero aprender a ter o tipo de comunhão contigo que eu possa reconhecer como deleite, a alegria de experimentar a Tua presença em todas as coisas que faço.

Vinicios Torres

ICHTUS
Edificando o Povo de Deus pela Interne
t

 


Veja mais Reflexão

Um serviço: Logo POW Internet

"Graça seja convosco, e paz, da parte de Deus nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo." 1CO 1:3

O sangue de Jesus Cristo, filho do Deus vivo, te purifica de todos os pecados.