Reflexão

A Fé Começa Em Casa – Como Resolver os Conflitos



Saber dar uma resposta é uma alegria; como é boa a palavra certa na hora certa! (Provérbios 15:23)

Se porventura você está envolvido em um conflito conjugal neste momento, você deve ter atitudes que auxiliem a sair desta situação.

Para começar seja um bom ouvinte e não responda antes da outra pessoa terminar de falar, senão você pode passar por uma pessoa encrenqueira.

Antes de mais nada defina o problema. Algumas vezes são discordâncias de opinião sobre um tema que pode ser resolvido abrindo mão de parte a parte sobre pequenas coisas, enquanto há vários pontos em que concordam sobre o mesmo assunto. Logo, ao definir o problema e os pontos em que concordam/discordam, poderão trabalhar o conflito com mais tranquilidade e facilidade.

Certas situações nascem de uma contribuição nossa, ou de uma atitude nossa, portanto, reconheça quando tiver feito isto e dê sugestões de como pode resolver a situação criada. Assuma suas atitudes e as consequências dela.

Não devemos nos recolher irados ao leito, a cada dia devemos resolver o que for surgindo, pois senão a conta de débito emocional irá aumentando e um dia você pode explodir.

Não se envolva em desentendimentos, é possível discordar de algo sem brigar, sem envolver-se emocionalmente com a situação. Alguns preferem ficar sem falar, usam o silêncio para ofender, outros respondem com raiva, outros resmungam, culpam ou criticam seu cônjuge. Estas atitudes apenas aumentarão o conflito, sem resolvê-lo.

Se alguém lhe fizer uma confissão, diga-lhe que o perdoa, e não traga mais este assunto à tona para seu cônjuge ou para quem quer que tenha lhe confessado. Devido a isto, procure falar sempre toda a verdade nestes momentos e o outro lado pergunte o que queira saber a mais do que foi falado, e depois encerrem o assunto.

Sempre que cometer um erro ou um pecado, confesse-o. Não procure guardar seu pecado confessando apenas a Deus e entendendo que está tudo resolvido. Não está, e cedo ou tarde poderá vir à tona de alguma forma, causando um problema maior.

Certa vez, Telma e eu atendemos um casal no grupo de Aliança, um dos cursos da Universidade da Família que ministramos. Ele cometera o pecado do adultério. Tinha confessado a ela e orado a respeito, mas o perdão não fora completo. Como resultado, o coração dela estava amargurado e estava vivendo sem desfrutar da alegria. Para resolver seria necessário voltar ao assunto para concluir o processo de cura.

Pois bem, a ferida estava tão doída que não quiseram voltar ao assunto para resolver e retirar a carga dos ombros. Chegaram a abandonar o curso, pois este levantaria muitas situações não resolvidas as quais não queriam mexer. Haviam estabelecido uma posição de tênue equilíbrio que os mantinha estáveis, mas que a qualquer problema surgido poderia fazer desabar toda a aparente harmonia existente entre eles.

Sobretudo escolha a melhor hora para falar. Quando aconselhamos casais que estão em conflito sério, esta é uma das primeiras medidas que devem considerar. Mesmo que haja um pecado a ser confessado, primeiro confesse a Deus e em seguida peça-lhe que prepare o coração do seu cônjuge para receber esta informação e, quando surgir o momento, faça o que deve ser feito, com amor, humildade e um coração arrependido.

Certo casal que orientamos viveu esta situação e ele passou a orar pelo melhor momento de confessar seu pecado à sua esposa. No final do ano, viajaram de férias para a casa dos parentes em outro estado, e tudo corria bem, até que após o Espírito Santo falar com a sua esposa, ela entendeu toda a situação e veio até ele dizendo o que já sabia e então foi o momento dele confessar e acontecer o perdão entre eles.

Foi dolorido, mas extremamente saudável. Hoje aquela família está plenamente restaurada e em harmonia.

Mas lembre-se, não importa o que será falado, o amor sempre deve estar presente, senão a melhor das notícias pode se tornar algo duro.

PARA EXERCITAR COM SEU CÔNJUGE

Como tenho agido em relação aos conflitos?
Tenho sido transparente com meu cônjuge?

Pai celestial, ensina-me a agir da maneira correta frente aos conflitos. Que eu seja um agente de paz e harmonia nos meus relacionamentos. Amém!

Luis Antonio Luize

ICHTUS
Edificando o Povo de Deus pela Internet

 


Veja mais Reflexão

Um serviço: Logo POW Internet

"Graça seja convosco, e paz, da parte de Deus nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo." 1CO 1:3

O sangue de Jesus Cristo, filho do Deus vivo, te purifica de todos os pecados.