Reflexão

Confiáveis - Vivendo o Evangelho



“Mas escolha dentre todo o povo homens capazes, tementes a Deus, dignos de confiança e inimigos de ganho desonesto. Estabeleça-os como chefes de mil, de cem, de cinqüenta e de dez.” (Êxodo 18:21)

Um homem digno de confiança é um homem que morre mas não trai seus compromissos, não quebra sua promessa, não volta atrás no que diz, honra seus tratos. É um homem previsível, portanto, bastando perguntar ou verificar o que afirmou para saber o que aconteceu. É uma questão de caráter e de coragem.

Na minha carreira profissional, fora do meio eclesiástico, eu sou tentado continuamente a quebrar minha palavra ou a me comprometer “convenientemente” sabendo que não vou cumprir. É uma forma disfarçada de mentira, portanto não posso compactuar com isso. Hoje, ao escrever este texto são mais de 22h e tive um dia difícil. Muitos fornecedores cobrando, pressão para produzir, colegas inseguros, funcionários complicados. Seria mais cômodo dizer a cada um o que quer ouvir, mas não seria confiável.

Confiável é um homem que pode ter pouco ou muito estudo, pode ser jovem ou velho, rico ou pobre - mas será sempre previsível, no sentido de que fará o que disser que fará. Digno de confiança é acima de tudo e antes de mais nada “digno”. A Bíblia nos ensina que “Deus não é homem para que minta nem filho de homem para que Se arrependa”. Isso é ser digno de confiança.

É terrivelmente sofrido servir a um líder que não merece confiança, principalmente quando volta atrás naquilo que tratou - creiam, passei por isso mais de uma vez. O povo de Deus não merece isso, afinal pertence a um Deus confiável. Por outro lado, servi ao lado de homens que mesmo com dano próprio não voltam atrás em algo que se comprometeram. É impensável um homem liderar pessoas sem ser digno de confiança. De nada adianta a capacidade mal utilizada ou o temor a Deus sendo comprometido por uma falha de caráter tão grave quanto a de não ser confiável.

O evangelho mais legítimo que consigo imaginar é fundamentado na verdade que liberta, que traz luz. Assim sendo, ser digno de confiança é ser verdadeiro e firme em tudo. Viver o evangelho é amar a verdade a ponto de ter prejuízo para não comprometê-la. Isso, meu querido, é ser digno de confiança. Sem parcialidade, sem interesses escusos, sem surpresas. Como Deus é: Ele nos surpreende sim, mas nunca no que se trata de quebrar a Sua Palavra e Suas Promessas.

“Senhor, me ensina e me fortalece para eu ter coragem para sustentar aquilo que eu assumir, falar ou prometer. Sou humano, mas quero subir meus padrões na direção dos Teus.“

ICHTUS
Ajudando Você a Crescer

 


Veja mais Reflexão

Um serviço: Logo POW Internet

"Graça seja convosco, e paz, da parte de Deus nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo." 1CO 1:3

O sangue de Jesus Cristo, filho do Deus vivo, te purifica de todos os pecados.