Reflexão

Confirmando o velho ou acolhendo o novo



Jesus sempre foi muito claro e direto em seus ensinos. Muitos desses ensinos foram dados através de parábolas – o que em alguns casos facilitava a compreensão e em outros nem tanto. Agora, Jesus não contava as parábolas só porque gostava de contar histórias. Elas não são histórias soltas que Jesus vai contando aleatoriamente. As parábolas têm a sua razão de ser em alguma situação ou circunstância da vida.

Certo dia, Jesus estava na casa de Levi para um grande banquete (Lucas 5.27ss.). Aconteceu que Levi estava trabalhando na coletoria, quando Jesus lhe disse: “Siga-me”. E ele se levantou, deixou tudo e seguiu a Cristo. Então Levi (Mateus) resolveu oferecer esse grande banquete e convidou seus colegas de profissão, amigos e especialmente Jesus. Realmente havia o que comemorar. Ele acabara de conhecer Jesus. Ele teve um encontro com Cristo que mudou a sua perspectiva de vida.

Ali estavam também alguns fariseus e mestres da lei, pessoas muito religiosas e zelosas com a Lei de Deus, e eles se queixavam aos discípulos de Jesus, dizendo: “Por que vocês comem e bebem com cobradores de impostos e pecadores”? Jesus respondeu que são os doentes que precisam de médico e não os que esbanjam saúde. Assim, Ele mesmo veio para chamar exatamente os pecadores ao arrependimento, a uma mudança de vida, e não os que se consideram justos e impecáveis.

Não se dando por satisfeitos com a resposta de Jesus, eles seguem argumentando: “Os discípulos de João jejuam e oram freqüentemente, bem como os discípulos dos fariseus; mas os teus vivem comendo e bebendo”. E, agora sim, motivado por este questionamento, Jesus conta uma parábola que diz: “Ninguém tira um remendo de roupa nova e o costura na velha; se o fizer, estragará a roupa nova, além do que o remendo da nova não se ajustará à velha” (Lc 5.36).

Um remendo novo não deixa a roupa velha nova. Você só fecha um buraco, dá uma ajeitada na situação. Trata-se de um paliativo. Sua roupa continuará velha e pior, remendada. É claro que Jesus não está dando uma aula de corte e costura. Ele está falando da vida espiritual. Muita gente não quer abrir mão da velha religiosidade, prefere remendá-la com alguma moral e rituais. Mas Jesus nos quer dar uma roupa nova, uma vida nova. A “CONFIRMAÇÃO” celebrada neste domingo, é uma oportunidade de render os trapos velhos de nossa religiosidade aos pés de Cristo e receber d´Ele uma ROUPA (VIDA) NOVA.

Pr. Jacson H. Eberhardt

Veja mais Reflexão

Um serviço: Logo POW Internet

"Graça seja convosco, e paz, da parte de Deus nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo." 1CO 1:3

O sangue de Jesus Cristo, filho do Deus vivo, te purifica de todos os pecados.