Reflexão

Cristo nasceu, e agora?



Acabamos de celebrar o Natal, o nascimento do Filho de Deus entre nós. Na maioria de nossas casas ainda encontramos as decorações natalinas, talvez alguns presentes também permanecem ali no sofá da sala – afinal, são novidades e continuam merecendo nossa atenção. Mas, afinal, qual é o efeito concreto do Natal de Cristo neste mundo, na realidade do dia a dia de nossas vidas?

A revista Veja de 24 de dezembro traz em sua reportagem de capa um tema bastante polêmico numa época em que se celebra o nascimento do Salvado do Mundo entre nós: “DARFUR – À espera do Salvador”. A chamada logo abaixo destaca: “O genocídio sem fim no coração da África (que vem sendo praticado desde 2003 na região de Darfur no Sudão) desafia o sentimento cristão e o simbolismo do Natal”. Em seu artigo, “Que Deus é este?”, Reinaldo Azevedo pergunta: “Qual é o lugar de Deus num mundo de iniqüidades? Até quando há de permitir tamanha luta entre o Bem e o Mal? ...Se há um Deus, por que Ele não nos dá tudo aquilo que um mundo sem Deus nos sonega?” De fato, são perguntas muito sérias que costumamos evitar – até porque na maioria das vezes não sabemos como respondê-las (não julguem, no entanto, o autor só pelas perguntas que “pincei” do seu artigo; vale a pena lê-lo na sua íntegra). Mas são perguntas que não querem calar e por isso precisam ser encaradas. Vejo que DARFUR de fato continua “À espera do Salvador”. É uma região absolutamente fechada ao Evangelho de Salvação em Jesus Cristo. A Luz de Cristo que nos brilhou no Natal ainda não chegou naquele lugar. Como lemos no artigo, “a única luz nesse mundo escurecido pela ausência da razão é proporcionada pelo trabalho das organizações humanitárias.” E esta é uma luz muito tênue, pois costuma limitar-se tão somente a uma “ação humanitária”; ou seja, as pessoas precisam muito mais do que serem alimentadas e assistidas em suas necessidades básicas – ainda que estas sejam importantes e indispensáveis. Precisamos continuar proclamando até aos confins da terra a mensagem que o anjo trouxe aos pastores no meio da escuridão da noite: “Estou lhes trazendo boas novas de grande alegria, que são para todo o povo: Hoje, na cidade de Davi, lhes nasceu o Salvador, que é Cristo, o Senhor” (Lc 2.10s.).

Este Evangelho transforma vidas e a realidade a nossa volta. Esta verdade, uma vez acolhida em nosso coração pela fé em Cristo, faz de nós “sal da terra e luz do mundo” para anunciar a todos que ainda vivem nas trevas, seja em Darfur ou perto de nós, que o Salvador já veio e pode ser recebido ainda hoje em nossas vidas. “Quem tem o Filho tem a VIDA!”



Pr. Jacson H. Eberhardt

Veja mais Reflexão

Um serviço: Logo POW Internet

"Graça seja convosco, e paz, da parte de Deus nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo." 1CO 1:3

O sangue de Jesus Cristo, filho do Deus vivo, te purifica de todos os pecados.