Reflexão

Cuide para onde vai!



Numa de suas viagens, Thomas Huxley, após ter completado uma série de palestras em Dublin, na Irlanda, estava com muita pressa para pegar o trem a fim de chegar a tempo no lugar do seu próximo compromisso. Alugou uma carruagem e gritou para o cocheiro:

"Depressa! Estou muito atrasado! Corra bastante!"

Bem cansado, sentou-se confortavelmente no banco de trás, pensando que estava indo para a estação ferroviária. Os cavalos corriam o que podiam. Após alguns momentos, Huxley notou que estavam indo na direção errada. Então, ele gritou ao cocheiro e disse:

"Você sabe para onde vai?".

Sem olhar para trás o homem respondeu:

"Não, senhor, mas estou correndo bastante!".

Havia muita velocidade, muito movimento, muito empenho, mas faltava direção; o alvo estava errado. Algo semelhante pode estar acontecendo em sua vida. Interessante observar que geralmente as pessoas que estão perdidas, começam a correr, aflitas, em todas as direções, na tentativa de encontrar o rumo certo. Mas, movimento, correria, atividade, não substituem direção e alvo. Qual é, afinal, o alvo da sua vida? Você está simplesmente passando o tempo? Anda envolvido em muitas atividades, tem um dia a dia repleto de afazeres, cada minuto da sua vida está ocupado; no entanto, falta a direção certa, o alvo.

Nós não fomos feitos para simplesmente existirmos. Nossa vida não se resume em ocupá-la com afazeres até o fatídico dia da nossa morte.

Tenho muitas vezes a impressão de que as pessoas se ocupam o máximo possível com o maior número possível de atividades a fim de não terem tempo para pensar a respeito da falta de sentido em suas vidas e daquilo que fazem.

Eu sei que você pode estar argumentando consigo mesmo neste instante:

"Mas, eu tenho um alvo na vida. Eu sei o que quero e procuro alcançá-lo! Faço todo o possível para ser bem sucedido naquilo que me proponho!"

E eu também não duvido disto. No entanto, qual é o alvo que tem proposto para a sua existência? Até onde ele o levará? À uma vida bem sucedida nos estudos, nos negócios, na família? O mais distante que conseguimos colocar o nosso alvo, por nossas próprias forças, é o túmulo. Todo este esforço para que no dia da nossa morte as pessoas digam: este, sim, foi alguém bem-sucedido na vida, ele atingiu o seu alvo! E onde o levará este alvo daí para a frente? Ou será que tudo termina alí, no túmulo?

O apóstolo Paulo nos propõe um outro ALVO a ser seguido. Um alvo que dará sentido à nossas vidas, pois estará na direção certa, proposta pelo nosso Criador. Um alvo que ultrapassa o túmulo e se volta para a eternidade. Em sua carta aos Filipenses, Paulo escreve:

"Prossigo para o alvo, para o prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus".

Você possui este sentido firme de direção, este alvo sublime para a sua vida?

Você poderá achá-lo, admitindo a sua correria sem sentido, admitindo sua total falência de propósitos, confessando seus pecados e aceitando a Cristo como Senhor, conteúdo e alvo da sua vida.

P. Jacson H. Eberhardt

Veja mais Reflexão

Um serviço: Logo POW Internet

"Graça seja convosco, e paz, da parte de Deus nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo." 1CO 1:3

O sangue de Jesus Cristo, filho do Deus vivo, te purifica de todos os pecados.