Reflexão

Cuidemos uns dos outros!



Há duas semanas atrás, participei do módulo "Missão Urbana" do meu curso de pós-graduação em Londrina-PR. Fomos desafiados, a olhar para a cidade com os olhos de Deus. Com toda a complexidade da vida urbana, a Igreja é chamada a fazer diferença em seu meio. São muitos os desafios e oportunidades que a Igreja tem para atuar e ser no meio da "selva de pedra" um oásis de refrigério e de motivação para a continuidade da caminhada.

A urbanização trouxe grandes avanços para a sociedade humana, mas também grandes problemas e desafios. Uma das conseqüências deste processo urbano, foi que vivemos constantemente sob tensão. Muitas situações da cidade, tais como: a violência; o desemprego; o trânsito; o individualismo; o tráfico e o consumo de drogas; a exploração econômica, sexual e social tem gerado ansiedade, medo e angústia. Conseqüentemente as pessoas se sentem inseguras, carentes, cansadas, fragilizadas, doentes da alma, do espírito e do corpo. E em meio a tudo isso, elas perguntam pelo sentido da vida.

Como mencionei acima, a Igreja está inserida neste contexto e creio que podemos ser um lugar de refrigério, que gere pertencimento e que dê às pessoas confiança e cuidado para "sobreviverem". Cuidar, é uma palavra fundamental a ser recurepada na ação pastoral e missionária da Igreja local. Nas Sagradas Escrituras, encontramos muitos textos que falam do cuidado de Deus para com o seu povo. De Gênesis ao Apocalipse, a Bíblia mostra um Deus que cuida, que veio ao encontro das pessoas para trazer salvação, perdão, reconciliação. Em todo o ministério de Jesus, o cuidado para com os mais fracos, aflitos, exaustos, carentes saltam aos nossos olhos.

Deus deu ao Corpo de Cristo, a incumbência de cuidar um do outro. No Novo Testamento, encontramos 28 mandamentos "uns aos outros". São mutualidades que precisam ser exercidas pela Igreja do Senhor. O pastoreio (cuidado) é tarefa dos pastores, dos presbíteros, líderes da Igreja, mas não por último, de cada membro do Corpo de Cristo. Precisamos desenvolver entre nós essa cultura do cuidado. Cuidar significa que você está disposto a ajudar o outro a ser gente, a tratar das suas dores e ajudar que o outro cresça junto.

Nessas poucas linhas quero apenas provocar a olharmos para essa dimensão do cuidado uns com os outros. Creio que teremos que caminhar muito nesta direção, como equipe ministerial, presbitério, liderança e membros para nos tornemos um "oásis" em Curitiba. Vamos precisar refletir melhor nossas práticas e ter coragem de mudar o quer for necessário. Conto com você nesta caminhada!

Pr. Marcos Antonio da Silva
Veja mais Reflexão

Um serviço: Logo POW Internet

"Graça seja convosco, e paz, da parte de Deus nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo." 1CO 1:3

O sangue de Jesus Cristo, filho do Deus vivo, te purifica de todos os pecados.