Reflexão

Esclerocardia



Doenças são motivos de sofrimento da humanidade e algumas se destacam pela sua abrangência. Algumas atacam populações inteiras, outras são mais localizadas. Uma doença que tem sido bastante divulgada nos países desenvolvidos, até mesmo por causa dos hábitos alimentares e estilo de vida sedentário da sociedade moderna é a arteriosclerose.

Para compreendermos o que é a arteriosclerose, podemos começar pelo significado das palavras que formam o nome da doença. Ela tem origem em duas palavras gregas: arteros, que significa artérias ou veias e scleros, que significa endurecido, enrijecido. Assim, arteriosclerose é a doença que se manifesta pelo endurecimento dos vasos sanguíneos devido ao acúmulo em suas paredes de uma substância chamada colesterol. Este acúmulo pode causar o entupimento do vaso, impedindo o sangue de fluir e dimunindo ou obstruindo a chegada de alimento e oxigênio em certas partes do organismo. Outro sintoma é o enrijecimento das paredes do vaso sanguíneo fazendo com que ele fique menos flexível, e torne-se quebradiço. Se acontecer um aumento de pressão isso pode fazer com que as paredes do vaso se rompam provocando hemorragia. Se isso acontecer no coração você tem um infarto, se for no cérebro será um derrame. Ambas as doenças podem levar à morte, à invalidez ou deixar sequelas irreversíveis na pessoa afetada.

No entanto, a arteriosclerose é uma doença silenciosa. Muitos que sofrem dela só vêm a saber muito tarde, apenas quando seus sintomas se manifestam. Então pode não haver solução. Por isso, a sociedade moderna nutre uma paranóia com relação a hábitos alimentares, exames e checkups periódicos a fim de detectar a doença o mais rápido possível e evitar as suas consequências.

A Bíblia fala de outra doença muito parecida com a arteriosclerose. Ela não é mencionada pela medicina, mas é mais grave e tem causado a morte de mais pessoas que a própria arteriosclerose, já que as consequências dela vão além da própria pessoa afetada, trazendo consequências inclusive sociais. Da mesma maneira que arteriosclerose é uma doença silenciosa, as pessoas que a têm não se apercebem da sua existência, e quanto mais grave for o caso, menos a pessoa afetada será capaz de reconhecê-la.

Se formos dar um nome grego à essa doença seria: ESCLEROCARDIA, de scleros, endurecimento, e cardia, coração. é o endurecimento do coração. A doença do coração endurecido.

As pessoas com esta doença apresentam sintomas que são facilmente reconhecíveis por outros e em outros, mas ela própria é incapaz de reconhecer os sintomas em si mesma. Vejamos alguns sintomas desta doença:

A pessoa com esclerocardia perde a sensibilidade pelo direito e sofrimento alheio. Uma vez contaminada passa a achar que o mundo gira ao redor dela, que ninguém sofre tanto quanto ela e que ninguém é capaz de entender completamente o sofrimento pela qual esteja passando. Qualquer pessoa que chegue lhe falando de problemas ela tem a atitude de achar que “isto não é problema de verdade, imagine se ela passasse o que eu passo”.

Outro sintoma de uma pessoa com esclerocardia é que ela passa a fazer tudo pensando no seu proveito próprio. Todas as coisas são vistas pelo prisma de como ela irá levar vantagem, como aproveitar a situação para se promover. Ainda que as outras pessoas saiam machucadas, ela entende que ninguém sofrerá tanto como ela se não atingir seu objetivo.

A pessoa com esclerocardia torna-se cada vez mais egoísta, vendo o mundo girando ao seu redor para satisfazer-lhe as necessidades e os desejos e retaliando aqueles que não agem em seu benefício.

A pessoa com esclerocardia perde o interesse pelo que é eterno e põe seus olhos no imediato: lucro imediato, prazer imediato. Sucumbe à filosofia do mundo que diz que o importante é ser feliz agora e aproveitar a vida hoje.

A pessoa com esclerocardia perde a noção de fidelidade. Pois egoísta como é, se uma relação não está lhe rendendo o que é do seu interesse ele procurará outra que o faça. Com isso, casamentos são abalados ou mesmo desfeitos, empresas promissoras são fechadas por desentendimentos entre os sócios, projetos abandonados pelos envolvidos. A pessoa acometida de esclerocardia perde a noção de perseverança e de auto-sacrifício no presente para colher no futuro um resultado mais permanente e abundante.

Esta doença é tão velha que o profeta Isaías já denunciava que a sua nação estava sofrendo uma epidemia de esclerocardia. Ele, inclusive, demonstra que aqueles que sofriam desta doença ão se reconheciam doentes.

IS 58.

O profeta é usado por Deus para denunciar que mesmo aqueles que se diziam segui-lo não compreendiam, na verdade, o que estavam fazendo.

Vejam nesta passagem os sintomas de esclerocardia: não reconhecimento dos pecados, abandono da preocupação com os outros, culto vazio de entendimento. Até as atividades espirituais eram realizadas visando o interesse próprio. Mesmo aquilo que era feito para Deus estava contaminado pelo egoísmo.

O que causa a arteriosclerose? Qual o agente da doença e causador o entupimento e endurecimento das veias?

O colesterol.

Em Is 59:1-2 Deus nos mostra o causador da Esclerocardia: o pecado.

O pecado acumulado no coração provoca o seu endurecimento e a sua insensibilidade, impedindo-nos de compreender a vontade de Deus e experimentar o melhor que Ele tem para nós.

E sabe qual é a pior consequencia desta doença? O apóstolo Paulo escreveu aos cristãos romanos dizendo: “O salário do pecado é a morte” – Rm 6:23

Ora, se o pecado endurece o coração, ele perde a flexibilidade e deixa de funcionar, de bombear o sangue, de levar vida ao corpo: logo, a consequência disso é a morte. Todos aqueles que sofrem de alguma doença do coração sabem que têm a morte a espreitar-lhes permanentemente.

E para piorar a situação ele escreveu em Rm 3:23, “TODOS pecaram e destituídos estão da presença de Deus”. Todos nós estamos contaminados com o agente da esclerocardia, ele não deixou ninguém de fora. Todos estamos condenados a morrer.

Ninguém quer morrer certo? Eu não quero, você não quer, ninguém quer. Mas para evitar a morte por esclerocardia – morrer com o coração endurecido pelo pecado e ser condenado à eternidade separado de Deus – é preciso acontecer uma TRANSFORMAçãO: o nosso coração precisa deixar de ser duro e voltar a viver.

Um outro profeta, Ezequiel, falou a respeito deste mesmo assunto. Ezequiel viveu em um período em que a nação estava recebendo o castigo pela sua dureza de coração: o país fora invadido por estrangeiros e o povo havia sido levado cativo para outro país. Mas Deus dá a Ezequiel uma promessa: Ele trocaria o coração de pedra, o coração endurecido, doente de esclerocardia, por um coração de carne, vivo, sensível, palpitante, que bombearia o sangue levando vida ao corpo (Ez 36:26).

O que Deus está promentendo a Ezequiel é que Ele faria um transplante. Retiraria o nosso coração doente, e colocaria outro saudável. Com um coração novo nós precisaríamos ter medo de morrer de esclerocardia.

Mas isso nos leva a pensar em outro ponto: para ter um coração saudável disponível para transplante é necessário que alguém morra. Se nós não queremos morrer de esclerocardia, alguém tem que morrer em nosso lugar para que recebamos um novo coração e sejamos transformados.

Mas como Paulo diz que a humanidade toda está contaminada pelo pecado, não há um só homem na face da terra que possa servir. Se fizéssemos isso, estaríamos trocando o nosso coração de pedra pelo coração de pedra de outro. A nossa situação permaneceria a mesma. Na própria humanidade não há solução para este problema.

No entanto a Bíblia afirma, em Jo 3:16: “Deus amou ao mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito para que todo o que nele crê não morra mas tenha a vida eterna”. Deus, na sua sabedoria, providenciou a saída.

Nós merecemos o castigo pelos nossos pecados. Devemos morrer como castigo por eles. Mas Deus se tornou homem, assumiu a nossa natureza mortal, a nossa fraqueza física, a nossa vulnerabilidade emocional, e como diz Hb 4:15 foi tentado em todas as coisas da mesma maneira que nós. Mas com uma diferença: não pecou.

Por ele não ter pecado, ele não estava contaminado pelo agente da esclerocardia, por isso, não precisava morrer. A morte, a separação eterna de Deus, é a recompensa do pecado; se Ele não pecou então não merecia morrer. Mas Ele ofereceu-se como sacrifício; morreu a morte que era nossa, minha, sua, a fim de que o nosso coração de pedra fosse retirado e recebêssemos o seu coração de carne.

Ezequiel disse que o coração que receberíamos teria as Suas leis escritas nele. Com o coração velho não tínhamos vontade de obedecer a Deus. Com o pecado agindo e endurecendo o nosso coração não tínhamos poder para fazer a vontade de Deus. Mas com este novo coração recebemos as leis de Deus interiormente.

Ezequiel também afirmou que com este coração receberíamos também um novo espírito: o Espírito Santo que nos dá o poder de obedecer e viver a vida que Deus deseja de nós.

Um coração novo, com um espírito novo, uma nova vida. é desta maneira Deus nos transforma de pecadores inveterados, desobedientes obstinados, com corações endurecidos e sem vida, em seus filhos amados, com um novo coração que tem prazer em dedicar suas vidas a servir aquele que tanto nos amou que se ofereceu para morrer em nosso lugar!

Essa é mais uma das maravilhas do mundo espiritual: Deus tem o poder de nos dar um novo coração e nos transformar, de fazer de nós novas criaturas.

Ele nos ama: nos ama tanto que se encarnou em Seu filho Jesus e morreu por nós a morte que era nossa.

Ele nos perdoa: perdoa os nossos pecados, a nossa desobediência, o sangue do Seu filho Jesus derramado na cruz foi o sacrifício final.

Ele nos transforma: por essa morte nós agora podemos receber o seu coração transplantado em nós e o seu espírito nos dando nova vida e nos fazendo novas criaturas.

por Vinícios Torres

ICHTUS, vem do grego ixtus, que significa peixe. Era o símbolo dos cristãos primitivos perseguidos pelo poder romano. As letras eram as iniciais das palavras Iesus Xristos Theos Huios Sopter (Jesus Cristo, Filho de Deus, o Salvador).
Veja mais Reflexão

Um serviço: Logo POW Internet

"Graça seja convosco, e paz, da parte de Deus nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo." 1CO 1:3

O sangue de Jesus Cristo, filho do Deus vivo, te purifica de todos os pecados.