Reflexão

Igreja: um jeito de viver em família



No mês passado, precisamente nos dia 04 e 05 de agosto, vivemos uma experiência ímpar em nossa Comunidade do Redentor: o Retiro da Família Redentor. Estávamos em torno de 250 pessoas, desde bebês até a terceira idade. Casados, solteiros, divorciados e viúvos - todos juntos celebrando a nossa unidade de fé em Jesus Cristo. Naqueles dias, percebi o quanto somos família, que juntos podemos rir, chorar, brincar, conversar, orar e meditar na Palavra. Podemos caminhar abraçados na mesma direção, sabendo que é Deus quem nos sustenta e nos chama a ser família de Cristo.

No Novo Testamento há várias imagens para falar da igreja. Mas creio que a mais significativa e desafiante é a imagem de ser Família de Deus. Esta imagem enfatiza os relacionamentos que apontam para a conexão que há entre os membros (Cl. 2.19). Alguém já disse: "Amigos nós escolhemos, irmãos nós aceitamos". E de fato, assim como não escolhemos a família em que vamos nascer e somos involuntariamente ligados por laços "sanguíneos" a um grupo de gente estranha e diferente, assim quando aceitamos pela fé a salvação em Jesus Cristo, somos introduzidos em uma família bem heterogênea, que aprendemos com a caminhada a aceitar como nossos irmãos e irmãs. Henri Nouwen, certa vez definiu uma comunidade de fé como "um lugar onde a pessoa com quem a gente menos deseja morar sempre mora". É uma definição um tanto estranha, mas perfeitamente realista: a Igreja é um lugar para exercitarmos a nossa fraternidade, mesmo com aquele que nos é tão diferente.

Assim como não existem famílias perfeitas, também não existem igrejas sem suas falhas. Viver em família cristã tem suas tensões, suas contrariedades, seus ritmos, mas a nossa unidade não é pela força humana, mas pela ação do Espírito Santo que nos faz perceber que podemos ser "um" é porque Cristo é "um" conosco.

Que a experiência de viver em família que tivemos no retiro seja repetida nos mais diversos grupos, ministérios e PGs (Pequenos Grupos) da Comunidade do Redentor. Que em cada encontro, possamos nos ver como irmãos e irmãs que decidem continuamente em permanecer unidos, pois para sermos uma família, um alto preço foi pago na cruz. Hoje, quero cada vez mais enxergar a Igreja como Família ao invés de reduzí-la às reuniões e eventos que não traduzem com fidelidade o que Deus quer de nós.

Pr. Marcos Antonio da Silva
Comunidade do Redentor

Veja mais Reflexão

Um serviço: Logo POW Internet

"Graça seja convosco, e paz, da parte de Deus nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo." 1CO 1:3

O sangue de Jesus Cristo, filho do Deus vivo, te purifica de todos os pecados.