Reflexão

Liderando Com o Coração – Liderança e Reconhecimento



Uma palavra dita a seu tempo é como maçãs de ouro em bandejas de prata. (Provérbios 25:11)

Uma das características marcantes de todos os líderes efetivos é a capacidade de criar uma rede de liderados que os respeitam. Esses liderados não precisam, necessariamente, concordar com tudo e devem ser capazes de agir criticamente e contribuir para o crescimento do grupo e do líder, inclusive.
Uma das formas de se conquistar esse respeito é a de reconhecer os esforços e o bom trabalho realizado pelos liderados.

Esse reconhecimento é muito falado, mas são poucos os que o praticam. E os que o praticam se questionam se estão fazendo direito, já que o fazem esperando resultados que nem sempre conseguem.

É aí que muitos candidatos a líder se enroscam: leem artigos e livros e participam de cursos de liderança buscando tornar-se líderes efetivos. Transformam a liderança em uma série de passos ou ações que devem executar para conseguir os resultados desejados. Mas se esquecem de que liderança não acontece sozinha nem mecanicamente.
Liderar é influenciar… pessoas.

Não conhecer as técnicas de liderança pode lhe fazer falta para ser um melhor líder, mas apenas conhecê-las não garante que você será um líder melhor automaticamente. Pois as pessoas não respondem como as máquinas em que você coloca uma moeda, aperta um botão e elas entregam o produto pedido imediatamente. Existe sempre o componente emocional envolvido nas interações humanas.

As pessoas só se tornarão seguidoras verdadeiras do líder em quem elas enxergarem sinceridade na aplicação de qualquer técnica de liderança. Sem isso elas até podem lhe obedecer, mas sem o verdadeiro comprometimento que leva à proatividade (conforme a definição de proatividade de Stephen R. Covey em : Os 7 Hábitos das Pessoas Muito Eficientes).

Só quando o elogio e o reconhecimento são sinceros é que eles provocarão na pessoa elogiada uma reação que a levará a uma identificação com o líder e consequentemente a uma mudança de atitude em relação ao seu comprometimento com o trabalho e com a equipe.

O líder que distribui elogios quando os resultados do trabalho não estão satisfatórios é visto como manipulador, pois sua ação é entendida como bajulação que será seguida de uma cobrança. Nesse caso, é melhor ser objetivo apresentando a situação negativa e desafiando a equipe a mudar de atitude.

O líder que nunca elogia ou reconhece o trabalho dos liderados perde a oportunidade de conectar emocionalmente a sua equipe. E esta conexão é que permite a criação da sinergia que levará a equipe a conquistar resultados extraordinários.

Certa vez, incluíram na minha equipe um funcionário que não era considerado dos melhores. Reclamaram do seu desempenho e da falta de compromisso. No início, eu mesmo não levei muita fé que a coisa fosse dar certo. Mas alguns dias depois fiz uma relação de tarefas que estavam atrasadas e outras que precisam ser feitas para liberar evoluções em um sistema de nossa responsabilidade.

Chamei o rapaz e disse a ele que precisava da ajuda dele e que iria passar uma porção de tarefas pequenas mas que precisavam ser feitas rapidamente e estabeleci com ele um protocolo de como iria passar os detalhes de cada tarefa, e que só passaria uma tarefa após a anterior ter sido realizada e testada, garantindo que não o sobrecarregaria com mais de uma coisa para fazer por vez.

Levou alguns dias para a lista ser completada, mas foi realizada em menos tempo do que minha previsão pessimista havia estimado. Empacotamos todas as mudanças em uma nova versão e enviamos para produção.

No fim do dia, após todos os testes confirmarem que tudo estava funcionando corretamente, na hora de ir embora, ele passou pela minha mesa e sentou-se na cadeira ao lado para conversar comigo. Como eu estava respondendo um e-mail, pedi que aguardasse eu enviar apenas aquele antes de conversarmos.

Quando terminei o e-mail, fiz algo que, reconheço, não era normal eu fazer. Antes que ele dissesse qualquer coisa, pus a mão no seu ombro e olhando para ele disse: Camarada, eu quero te agradecer pelo seu esforço nestes dias. Eu sei que passei uma quantidade grande de trabalho e que fiz marcação cerrada. Mas você fez um ótimo trabalho e a sua colaboração foi muito importante para a gente conseguir liberar tudo que estava atrasado. E eu quero muito te agradecer por isso.

Ele ficou quieto por alguns minutos, levantou-se e foi embora.

No dia seguinte, eu já tinha chegado e estava na minha mesa quando ele entrou na sala e veio direto para mim e disse: Eu quero te falar uma coisa. Eu quero te agradecer pelo que você fez ontem. Nunca alguém havia me agradecido por qualquer trabalho que eu havia feito. Eu nunca tinha recebido um elogio no trabalho. Eu fiquei tão chocado que não soube o que dizer, por isso fui embora. Muito obrigado pelo que você disse.

Não preciso dizer que enquanto trabalhamos juntos pude contar com ele em qualquer tarefa que lhe passasse.

Senhor, ensina-me não apenas a falar no momento certo, como também a ser sincero em cada uma das minhas palavras.

Vinicios Torres


ICHTUS – Uma Parceria Diária com Deus
Edificando o Povo de Deus pela Internet


Veja mais Reflexão

Um serviço: Logo POW Internet

"Graça seja convosco, e paz, da parte de Deus nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo." 1CO 1:3

O sangue de Jesus Cristo, filho do Deus vivo, te purifica de todos os pecados.