Reflexão

Novidade de Vida – Armas



As armas com as quais lutamos não são humanas; pelo contrário, são poderosas em Deus para destruir fortalezas. (2 Coríntios 10:4)

Eu nunca dei um único tiro na minha vida, não saio para caçar, não servi às forças armadas, não gosto de luta nem de violência. Meu perfil pessoal é mais pacato, mais urbano e mais sossegado. Pescaria em pesque-pague para mim é esporte radical, mais ou menos no mesmo patamar que jogo de xadrez – radical no meu limite. Ainda assim, sei reconhecer uma batalha e conheço bem o conceito de armamento e de combate.

Reconheço por exemplo que minha força física é uma arma. Embora passado dos 45 anos, tenho boa saúde e boa condição física, portanto sou capaz de algumas coisas. Reconheço que a capacidade de argumentação é uma arma, veja que nossos líderes políticos e sociais a usam com maestria. Reconheço também que dinheiro é uma arma poderosa, basta ver o que se consegue por pressão financeira. Reconheço o conhecimento/ciência como uma arma poderosa, afinal de contas quem sabe acaba em algum momento dominando ou subjugando quem não sabe. Reconheço que influência é uma das armas mais poderosas do nosso tempo, tanto é fato que basta conhecer as pessoas certos nos lugares certos que as coisas acontecem. Mas acima de tudo, reconheço que todas estas são armas humanas.

Este versículo nos fala pela boca do apóstolo Paulo que temos outros tipos de armas, estas que podem destruir fortalezas por que são poderosas em Deus. Será que todos nós as reconhecemos? Será que damos o seu devido valor? Será que as utilizamos quando devido ou nos acovardamos atrás de nosso próprio recurso? Será que não estamos trocando estas armas por armas humanas?

Um homem de vida renovada precisa se armar e muito bem, mas com as armas poderosas em Deus. Não consigo pensar em nada mais poderoso que a oração como arma de batalha, de defesa e de ataque. A santidade na vida é uma poderosa arma de defesa. A Palavra de Deus é espada – arma de ataque. Temos toda instrução de uma armadura em Efésios – são mais armas.

Mas meu foco de meditação é no fato justamente colateral – a natureza destas armas é pouco inspiradora para um homem natural balizado pela razão e pelo que os olhos podem ver. As referidas fortalezas não se destroem a tiros ou pancadas, nem se compram com reais ou dólares, nem se movem por favores. Se não entendermos que fortalezas são estas, pouco ou nada saberemos na hora de combater.

Meu querido leitor, quero convidá-lo a meditar nas fortalezas que se colocam diante de sua vida e se perguntar, com sinceridade de coração: será que eu compro isso com meu dinheiro, derrubo com as minhas mãos ou consigo alguém que remova para mim? Mas meu desafio é mais profundo e mais complicado. Mesmo a resposta íntima sendo SIM, te desafio a optar pelas armas poderosas em Deus e não por algum dos seus próprios recursos.

Senhor, me perdoa pela incapacidade de compreender o que me cerca. Me ajuda a encarar minha vida como sendo Tua e portanto para eu usar as Tuas armas contra todas as fortalezas.

Mário Fernandez


ICHTUS – Uma Parceria Diária com Deus
Edificando o Povo de Deus pela Internet


Veja mais Reflexão

Um serviço: Logo POW Internet

"Graça seja convosco, e paz, da parte de Deus nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo." 1CO 1:3

O sangue de Jesus Cristo, filho do Deus vivo, te purifica de todos os pecados.