Reflexão

Novidade de Vida – Reconciliação



Tudo isso provém de Deus, que nos reconciliou consigo mesmo por meio de Cristo e nos deu o ministério da reconciliação, ou seja, que Deus em Cristo estava reconciliando consigo o mundo, não lançando em conta os pecados dos homens, e nos confiou a mensagem da reconciliação. (2 Coríntios 5:18,19)

Um dos sinais que, na minha opinião, marca de maneira muito forte uma nova qualidade de vida é quando a pessoa troca as acusações e os julgamentos. Alguns trocam pelo silêncio omisso, ou seja, param de comentar o que não concordam ou reprovam. É um bom sinal, mas o excelente é inimigo do bom. O ideal, o ótimo, excelente, perfeito – é trocar por reconciliação, por intento e atitude de corrigir amorosamente.

Os exemplos podem ser inúmeros. O foco aqui é deixar claro que Deus não nos deu ministério de julgamento, condenação, acusação, crítica… Tudo isso pertence ao outro lado. Deus é o Justo Juiz, portanto Ele há de julgar corretamente. A condenação só pode ser resultado de um julgamento, portanto cabe igualmente ao Todo Poderoso condenar segundo as obras de cada um. Acusação e correlatos cabem ao inimigo, que aliás tem uma grande especialidade nisso.

O que alguns de nossos irmãos não perceberam é que o texto escolhido diz que Deus nos reconciliou com Ele mesmo e por causa disso somos reconciliadores. Nosso papel nesse mundo é passar uma imagem de um Deus acolhedor e não condenador. O amor pelo pecador não o isenta de pagar por seus erros, isso é papel da Redenção. Mas, como crerão em quem não ouviram? Como ouvirão se eu e você ficarmos condenando e acusando?

É chegado um tempo de assumirmos que uma nova vida em Cristo nos leva a uma nova opinião sobre as coisas. O versículo 19 termina dizendo que Deus nos confiou uma mensagem, um recado, um ensino, uma revelação. A palavra ali pode ser interpretada de muitas maneiras válidas, mas quero me permitir aqui um entendimento muito, muito simples: temos algo que não é nosso nem a respeito de nós mesmos. Isso precisa ser comunicado, divulgado. São boas novas e, principalmente por isso, merecem ser anunciadas.

Não estamos insinuando que Deus irá ignorar as obras da vida de cada um no dia do Juízo, MAS isso cabe a ELE e não a NÓS. A mensagem é abandonar o pecado e aproximar-se Dele, é viver uma nova vida em novidade constante. Perdão e justificação estão claros na Bíblia. Quanto ao mais, não nos pertence. Desde que pau continue sendo pau e pedra continue sendo pedra, não vamos errar o recado nunca.

Nova vida meu querido, nova vida. Para isso, novo conceito e nova atitude. Sejamos renovados pela Presença Poderosa Dele em nós, tornando-nos pessoas que dão o recado que deve ser dado e não a sentença de um julgamento que mal sabemos como vai funcionar, não temos ideia de quando será e muito menos o que será de cada um. O que podemos ter certeza está em 1João 1:9 – essa é a mensagem da reconciliação. É cruz meu irmão, é cruz.

“Senhor, me ajuda a andar segundo a Tua vontade para minha vida com respeito ao que digo e anuncio para as pessoas. Me perdoa por querer ser juiz de pessoas e situações. Me dá coragem e estratégia para anunciar a mensagem clara e verdadeira da reconciliação.”

Mário Fernandez


Veja mais Reflexão

Um serviço: Logo POW Internet

"Graça seja convosco, e paz, da parte de Deus nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo." 1CO 1:3

O sangue de Jesus Cristo, filho do Deus vivo, te purifica de todos os pecados.