Reflexão

Novidade de Vida – Sinais



Estes sinais acompanharão os que crerem: em meu nome expulsarão demônios; falarão novas línguas; pegarão em serpentes; e, se beberem algum veneno mortal, não lhes fará mal nenhum; imporão as mãos sobre os doentes, e estes ficarão curados. (Marcos 16:17,18)

Independentemente de quais sejam, eu creio sinceramente que a igreja de Cristo, como grupo de almas regeneradas e comissionadas para anunciar a salvação a este mundo perdido, precisa manifestar sinais. Talvez a organização ou a denominação não o faça, mas a verdadeira igreja de Cristo tem de fazê-lo. Portanto meu querido, eu e você como tijolinhos que somos desta edificação, como membros deste corpo, como unidade integrante deste organismo – temos de manifestar na nossa vida sinais que evidenciam o Reino de Deus e o Deus do Reino.

Os sinais servem para sinalizar – por óbvio que soe. Cegos não podem ver sinais mas podem ouvi-los. Surdos não podem ouvi-los mas podem vê-los. Por isso há uma diversidade de sinais, pois há uma diversidade de necessitados que precisam encontrar formas de serem alcançados pelo Reino e pela Sua misericórdia. Há perdidos para serem alcançados e os sinais são ferramentas. Há salvos que precisam ser fortalecidos e edificados, para os quais os sinais farão sentido. O problema, no meu ponto de vista pessoal, é que em nome de não exagerarmos nós simplesmente nos omitimos. Eu tenho temor de Deus suficiente na minha vida para saber que qualquer fingimento ou abuso neste sentido vai ser cobrado e vai sair caro, mas eu temo pela negligência. Em nome de não ser espalhafatoso ou cinematográfico, em nome de não imitar grupos que valorizam em excesso os sinais, em nome disso e daquilo: simplesmente apagamos.

O Reino de Deus é sobrenatural, Deus é sobrenatural, o Espírito Santo é sobrenatural, então por que tudo tem que caber na minha cabeça? Serei eu, com minha “exuberante” racionalidade, que vou limitar o agir de Deus? Longe de mim, pelo menos falando “por mim”. Eu penso e penso muito, valorizo a razão, acho que as coisas desta vida tem mais é de fazer sentido sim – mas Deus está fora dessa conta, Ele é soberano e eu não sou! Portanto, se para ganhar uma alma eu preciso sair na rua piscando feito um vaga-lume, e tiver certeza de que isso é o que Deus quer, não me resta mais do que obedecer. Ter certeza é outra questão, mas tendo, se eu me intimidar estou pecando.

Os continuadores da obra de Jesus na Terra, habitualmente chamados de igreja primitiva, manifestaram quase ou todos estes sinais. Não me faz sentido querer ser igreja se não for para buscar os perdidos e os sinais de Deus (os de Deus) são ferramenta para isso. Não está certo nos contentarmos com pouco quando o assunto é abençoar e demonstrar o Deus a quem servimos. Beber veneno e pegar em serpente realmente é meio trágico, mas tem tanto enfermo para ser curado e muito demônio para ser destronado…

Temo que estejamos vivendo no excesso de conforto em prol de… nada! Vivemos no conforto só para ter conforto. Isso beira a idolatria do conforto. Não sou contra viver bem, mas precisamos dar sinais de quem somos e a que viemos a este mundo.

Senhor, me perdoa por negligenciar os sinais do Senhor em minha vida. Ensina-me e ajuda-me a manifestar aquilo que for legitimamente Teu em mim para que o mundo creia.

Mário Fernandez

Uma Parceria Diária com Deus
Edificando o Povo de Deus pela Internet


Veja mais Reflexão

Um serviço: Logo POW Internet

"Graça seja convosco, e paz, da parte de Deus nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo." 1CO 1:3

O sangue de Jesus Cristo, filho do Deus vivo, te purifica de todos os pecados.