Reflexão

Novidade de Vida – Socorro



Assim sendo, aproximemo-nos do trono da graça com toda a confiança, a fim de recebermos misericórdia e encontrarmos graça que nos ajude no momento da necessidade. (Hebreus 4:16)

Quando os momentos se tornam duros, enfrentamos tempestades, nos falta amparo, a angústia parece interminável, o desespero bate à porta do coração… Esses são os momentos de necessidade, de tribulação e de apuro. Nestes momentos, que podem ser muito curtos ou dolorosamente longos, as pessoas demonstram quem são diante de Deus de diferentes formas.

Existem aqueles que forçosamente buscam em si mesmos o socorro, ignorando que é Deus quem governa sentado no Trono do Universo, às vezes de forma inconsciente, menosprezando o Seu socorro. São as pessoas que se esforçam mais e oram menos quando a situação se torna pesada. Eu não gosto de julgar ninguém, mas isso me parece atitude de uma vida velha, não da Nova Vida em Cristo que é marcada por atitudes espirituais mais do que por esforço. Não que devamos nos jogar no tapete e chorar, mas esforço humano nenhum derruba ou segura um fio de cabelo sem a mão do Altíssimo intervindo. Não é a melhor conduta, certamente.

Já outros, de outra forma, lembram-se que Deus existe depois de tanto tempo de um relacionamento formal e religiosos. Agem como se Deus fosse apenas seu provedor de soluções para situações de emergência e provavelmente, na maioria dos casos, vão acabar se esquecendo dele novamente quando a situação se acalmar. É de grande mérito orar mais, mas é demérito diminuir depois. Não sou especialista no assunto, mas invariavelmente quem conheço com este perfil não tem a mesma intensidade para agradecer depois, como teve o vigor para buscar e pedir. Sinceramente não quero ser contado com estes.

Outros, contudo, são os que praticamente não mudam de atitude pois seu estilo de vida já é marcado por estar continuamente aos pés do trono do Todo Poderoso. Muda sua forma de buscar socorro? Muda sua confiança ou sua fé? Muda seu tempo de oração? A resposta é “não” ou “muito pouco”. Estes são os que demonstram Novidade de Vida para dar e vender. Tenho certeza de que são os que mais agradam ao Pai com seu estilo de vida, ainda que não sejam perfeitos e vacilem de vez em quando. Mas nunca esperam ficar doentes para clamar por saúde nem oram menos para agradecer do que oraram para pedir. Estes são a minha inspiração e meu referencial.

Seja como for o nosso cotidiano, devemos retomar o senso de sagrado com nosso tempo devocional, pois do contrário não teremos justamente o que o versículo fala: “confiança”. Vamos nos aproximar do Trono como estranhos buscando ajuda de um governante que nos é estranho. Por Altíssimo que Ele seja, é nosso Pai. Se não desenvolvermos essa intimidade no dia a dia, não vai ser no dia da angústia que seremos atendidos. Novidade de Vida, irmãos, com total certeza, é uma caminhada que já começou. Quando a tempestade vier, pode mudar o pedido mas não muda a intensidade.

Senhor, o que eu mais quero é ser Teu conhecido íntimo, pois o tempo de necessidade certamente virá sobre mim. Quero ser encontrado pela tempestade ao pé do Teu trono.

Mário Fernandez


ICHTUS – Uma Parceria Diária com Deus
Edificando o Povo de Deus pela Internet


Veja mais Reflexão

Um serviço: Logo POW Internet

"Graça seja convosco, e paz, da parte de Deus nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo." 1CO 1:3

O sangue de Jesus Cristo, filho do Deus vivo, te purifica de todos os pecados.