Reflexão

Oração e Atitude



Se eu no coração contemplara a vaidade, o Senhor não me teria ouvido. (Salmos 66:18 ARA)

A tradução da Bíblia em português Almeida Revista e Atualizada diz, neste versículo, “contemplara a vaidade”; outras traduções dizem “acalentasse o pecado” (NVI), “guardado iniquidade” (Revisada IB), “intentasse o mal” (Católica). Todas falam dessa atitude no coração.

A passagem fala de uma atitude cultivada no interior que, mais dia menos dia, gerará ações. Jesus diz que é do coração que procedem as más ações do ser humano (Mateus 5:19), por isso Provérbios 4:23 nos adverte para guardarmos o coração, pois dele depende toda a nossa vida.

Acalentar, contemplar e guardar são verbos que nos remetem à atitude de manter o pecado escondido no interior. É sobre eles que Jesus advertiu no Sermão do Monte quando lembrou aos que o ouviam a lei que lhes era ensinada pelos religiosos. Enquanto o adultério é o pecado em ação, o desejo impuro é o pecado “acalentado” no coração. Enquanto o assassinato é o pecado em ação, o ódio é o pecado “guardado” no coração.

O salmista nos adverte que a quem tem maus pensamentos Deus não ouve, ou seja, não precisa chegar à ação de fato, basta intenções de maldade para termos nossas orações interrompidas!

Houve uma pessoa que nos prejudicou alguns anos atrás e várias vezes eu afirmei que a havia perdoado. Porém, recentemente, ao ouvir falar sobre o indivíduo e seu sucesso no ministério, senti que algo azedou dentro de mim. Demorei uns dias para ter coragem de reconhecer que não achava justo Deus abençoá-lo se o prejuízo não tinha sido restituído. Percebi que, no meu coração, ainda que não verbalizasse isso, queria que ele sofresse o mesmo prejuízo que nós passáramos. Essa foi uma “intenção de maldade” como o salmista falou. Tive um tempo de oração quando confessei a Deus minha dificuldade com o assunto e disse, com sinceridade, que desejava perdoar de fato, de tal maneira que não mais me doesse lembrar da pessoa ou do acontecido.

Muitas vezes cultivamos atitudes incorretas escondidas na ideia de justiça ou de direito. Se foram injustos comigo ou violaram o meu direito, então eu posso me sentir assim. Posso ficar contemplando o meu desejo de vingança, guardando o meu rancor, acalentando meu mau desejo e intentando o prejuízo do outro, afinal fui eu o prejudicado.

Mas se fizer isso, a única oração que Deus lhe responderá é a do coração quebrantado e contrito, quando você se chegar a Ele reconhecendo seu erro.

“Senhor, quebranta-me já. Mostra-me já o estado do meu coração para que o arrependimento e a contrição aconteçam logo e a nossa comunhão possa ser restabelecida.”

Vinicios Torres


ICHTUS, vem do grego ixtus, que significa peixe. Era o símbolo dos cristãos primitivos perseguidos pelo poder romano.


Veja mais Reflexão

Um serviço: Logo POW Internet

"Graça seja convosco, e paz, da parte de Deus nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo." 1CO 1:3

O sangue de Jesus Cristo, filho do Deus vivo, te purifica de todos os pecados.