Reflexão

Que legado deixaremos à futura geração?



Tu me tens ensinado, ó Deus, desde a minha mocidade; e até agora tenho anunciado as tuas maravilhas. Não me desampares, pois, ó Deus, até à minha velhice e às cãs; até que eu tenha declarado à presente geração a tua força e às vindouras o teu poder.
Salmo 71:17-18

Uma geração aprende com a outra. A geração que sonega valores e esperanças para próxima, gera um vácuo, gera vazio em áreas, impedindo que se avance, que se cresça como humanidade.

No Antigo Testamento, já havia uma grande preocupação (Dt 6:2-15) que não apenas a presente geração ouvisse e vivesse a vontade e os feitos de Deus, mas que andando pelo caminho, sentado à mesa, redigida nos umbrais das portas e casas, se memorasse à geração seguinte a intenção de Deus.

A afirmação e reafirmação dos propósitos de Deus, hoje, ficaram guardados no papel, ficaram longe dos olhos e distantes do coração. Temos bíblias e mais bíblias, nas mais variadas traduções e formas; tabuladas em papel ou em memória eletrônica, acesso rápido. Esta não é mais nossa crise ! A nossa crise é fazer chegar à mente e ao coração de nossa geração, ocupadíssima e bombardeada com muitas idéias e valores, o mandado de Deus. E por último, que pais, surpreendidos pela força e poder de Deus, leguem sua experiência com Jesus aos seus filhos.

O saber, o conhecimento, a ciência se multiplicaram (Dn 12:4). E ainda haverá maior multiplicação, a técnica, cada vez mais aprimorada, gerará esta virtude. Ao lado disto, porém cresce uma grande falta: pessoas, referências de carne e osso, que apontam o caminho, não em palavras e conhecimento, mas em prática e exemplo. Daí a palavra: “Os que forem sábios, pois, resplandecerão como o fulgor do firmamento; e os que a muitos conduzirem à justiça, como as estrelas, sempre e eternamente” (Dt 12:3).

Desafio você a ler o Salmo 71, adentrando na intenção, propósito e oração deste salmista, assumindo o legado de Deus em sua geração, bem como o compromisso de passá-lo à geração vindoura.

Que Deus produza em sua vida uma santa inquietação, sendo você um vaso de honra e bênção para tal!

Pr. Edgar Leschewitz



Salmos 71

Em ti, SENHOR, confio; nunca seja eu confundido.

Livra-me na tua justiça, e faze me escapar; inclina os teus ouvidos para mim, e salva-me.

Sê tu a minha habitação forte, à qual possa recorrer continuamente. Deste um mandamento que me salva, pois tu és a minha rocha e a minha fortaleza.

Livra-me, meu Deus, das mãos do ímpio, das mãos do homem injusto e cruel.

Pois tu és a minha esperança, Senhor DEUS; tu és a minha confiança desde a minha mocidade.

Por ti tenho sido sustentado desde o ventre; tu és aquele que me tiraste das entranhas de minha mãe; o meu louvor será para ti constantemente.

Sou como um prodígio para muitos, mas tu és o meu refúgio forte.

Encha-se a minha boca do teu louvor e da tua glória todo o dia.

Não me rejeites no tempo da velhice; não me desampares, quando se for acabando a minha força.

Porque os meus inimigos falam contra mim, e os que espiam a minha alma consultam juntos,

Dizendo: Deus o desamparou; persegui-o e tomai-o, pois não há quem o livre.

O Deus, não te alongues de mim; meu Deus, apressa-te em ajudar-me.

Sejam confundidos e consumidos os que são adversários da minha alma; cubram-se de opróbrio e de confusão aqueles que procuram o meu mal.

Mas eu esperarei continuamente, e te louvarei cada vez mais.

A minha boca manifestará a tua justiça e a tua salvação todo o dia, pois não conheço o número delas.

Sairei na força do Senhor DEUS, farei menção da tua justiça, e só dela.

Ensinaste-me, ó Deus, desde a minha mocidade; e até aqui tenho anunciado as tuas maravilhas.

Agora também, quando estou velho e de cabelos brancos, não me desampares, ó Deus, até que tenha anunciado a tua força a esta geração, e o teu poder a todos os vindouros.

Também a tua justiça, ó Deus, está muito alta, pois fizeste grandes coisas. O Deus, quem é semelhante a ti?

Tu, que me tens feito ver muitos males e angústias, me darás ainda a vida, e me tirarás dos abismos da terra.

Aumentarás a minha grandeza, e de novo me consolarás.

Também eu te louvarei com o saltério, bem como à tua verdade, ó meu Deus; cantarei com harpa a ti, ó Santo de Israel.

Os meus lábios exultarão quando eu te cantar, assim como a minha alma, que tu remiste.

A minha língua falará da tua justiça todo o dia; pois estão confundidos e envergonhados aqueles que procuram o meu mal.


Veja mais Reflexão

Um serviço: Logo POW Internet

"Graça seja convosco, e paz, da parte de Deus nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo." 1CO 1:3

O sangue de Jesus Cristo, filho do Deus vivo, te purifica de todos os pecados.