Reflexão

Reconciliação na Família



Neste mês de setembro, o tema família foi abordado a partir da história da família de Jacó. Vimos que a família de Jacó é muito semelhante às nossas famílias. Mesmo uma família cristã está sujeita aos problemas de relacionamentos. Sabemos que viver em relacionamento com o outro é um grande exercício de aprendizado. E entre família, o exercício é maior, pois pressupõe que os relacionamentos são mais profundos e intensos.

Há uma palavra bíblica que nos ensina ‘‘ Suportai-vos uns aos outros, perdoai-vos mutuamente, caso alguém tenha motivo de queixa contra outrem. Assim como o Senhor vos perdoou, assim também perdoai vós; ‘’ Col 3:13 Como cristãos, cremos que Deus criou a família, para que seja um lugar de refúgio, de paz, de alegria e de alegria em meio a confusão de valores tão comun em nosso tempo. A familia é o lugar para exercitar o perdão e o carregar um ao outro. Infelizmente, conflitos ocorrem no contexto familiar, entre esposo e esposa, pais e filhos, irmão entre si, que, se não forem tratados a tempo, resultarão em mágoas, frustrações, enfim fatores que podem destruir uma família.

O perdão, restaura a família. Quando deixamos Deus agir no meio de nossa família, seus integrantes entendem que a vontade de Deus é que todos vivam bem. Quando há o perdão entre as partes ofendidas, Deus possibilita um novo começo. Como alguém disse certa vez: "onde há o perdão os muros cairão". A restauração produzida pelo perdão atinge a pessoa como um todo: no seu relacionamento horizontal com a pessoa ofendida e vice-versa; em nível vertical no relacionamento com Deus e com ela mesma. Pois o perdão gera liberdade interior e a pessoa não fica mais presa a uma situação negativa do passado.

Hoje na pregação do culto, vamos aprender que a reconciliação entre Jacó e Esaú só pode acontecer, porque Deus e a Sua Palavra foram levados a sério. Quando Jacó teve um encontro profundo com Deus, ao ponto de ele ficar manco, ele entendeu que para abençoar a sua geração seguinte, ele precisa da benção do irmão e consequentemente da reconciliação. Podemos abençoar as gerações seguintes, se vivermos na benção de Deus como família.

Se a sua família necessita de reconciliação, comece a orar intensamente por isso. Avalie se você não precisa reconhecer falhas que cometeu e se caso fôr, tome iniciativa para pedir perdão. Seja um conciliador no seu lar, não jogue mais lenha na fogueira, procure ser ponte entre as partes ofendidas. Creia no poder restaurador do Espírito Santo.

Pr. Marcos Antonio da Silva

Veja mais Reflexão

Um serviço: Logo POW Internet

"Graça seja convosco, e paz, da parte de Deus nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo." 1CO 1:3

O sangue de Jesus Cristo, filho do Deus vivo, te purifica de todos os pecados.