Reflexão

Teologia da Alegria



“Os preceitos do Senhor são retos e alegram o coração. [...] São mais desejáveis do que o ouro, mais do que o ouro depurado; e são mais doces do que o mel e o destilar dos favos. Além disso, por eles se admoesta o teu servo; em os guardar, há grande recompensa.
Salmos 19:8,11

Que o ser humano se torne próspero, é o propósito de Deus desde a criação. Gn 1:27-30; 39:2, Salmo 10.5; 35.27. Por conta dos excessos da teologia da prosperidade, temos por vezes esquecido, que prosperidade sempre esteve na“pauta” do Senhor da criação. É claro que tanta ênfase tem sido dado ao ter, que se esquece que Deus é o doador, e que não precisamos persuadi-lo e estar sempre de novo lembrando- O do que Ele mesmo nos prometeu. Ele sabe do que precisamos e do que não precisamos, muito melhor do que nós mesmos, e muito antes de pedirmos alguma coisa. Mt. 6.6-8.

Existe uma teologia que tem sido pouco lembrada em nossos dias, que é a teologia da alegria. Está sendo colocada de lado, por conta dos momentos de angústias pelos quais temos muitas vezes passado, e não só por nós mesmos, mas também pelo que tem acontecido ao nosso redor e no mundo no qual estamos inseridos. Na Palavra de Deus“alegria” é também um imperativo. Existe tanta passagem bíblica a respeito, que vale a pena fazer um estudo sobre isso. Quero apenas citar uma:

“Alegrai-vos sempre no Senhor; outra vez digo, alegrai-vos” Fp 4:4

O que mais chama atenção na Teologia da Alegria é que não importa o momento que eu estou vivendo, a alegria que vem do Senhor, ultrapassa em muito a situação pela qual estou passando, pois é alegria na alma, no interior, alegria de ser e pertencer ao reino de Deus, de se saber amada e aceita pelo Paizinho querido. E se nós todos, pudéssemos procurar através da meditação na Palavra, comunhão com Deus Pai, Filho e Espírito Santo, essa alegria, invadiria nossa vida, nossas famílias, nossos muros, adentraria nossos cultos à Deus de uma tal forma que seríamos conhecidos como o Povo da Alegria. Todos ao nosso redor, com certeza, gostariam de fazer parte dessa família, e adorar e glorificar juntos, e nossos cultos seriam cheios não somente de pessoas, mas da glória de Deus.

"Digo com toda clareza possível que o maior e principal assunto com que eu deveria ocupar-me todos os dias era ter minha alma feliz no Senhor. A primeira coisa com que preocupar-me não era o quanto eu poderia servir ao Senhor, como eu poderia glorificar ao Senhor, mas como poderia levar minha alma a um estado de felicidade e alimentar meu homem interior. [...] Eu vi que a coisa mais importante que tinha a fazer era dedicar-me à leitura da Palavra de Deus e meditar nela." George Mueller.

Miss.Rosângela Bieberbach

Veja mais Reflexão

Um serviço: Logo POW Internet

"Graça seja convosco, e paz, da parte de Deus nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo." 1CO 1:3

O sangue de Jesus Cristo, filho do Deus vivo, te purifica de todos os pecados.