Reflexão

Você ainda crê que a humanidade pode ser diferente?



SE CRISTO NãO RESSUSCITOU, ... é Vã A VOSSA Fé, E AINDA ESTAIS NOS VOSSOS PECADOS, ... COMAMOS E BEBAMOS, PORQUE AMANHã MORREREMOS! (1 CO 15).

Um dos quadros que me impactou, foi a imagem de uma criança brincando sobre uma relva, e uma afirmação de esperança: Em cada criança que nasce, Deus ainda aposta que a humanidade pode ser diferente ! Você ainda crê que a humanidade pode ser diferente? Deus creu em Jesus, quando este decidiu subir numa cruz pela humanidade, enchendo a nossa vida de esperança (Jo 3:14-15). E o que é o ser humano sem esperança? Dizem que a diferença entre um ser humano e um animal é justamente a esperança. O animal age por instinto, sabe se proteger por instinto. Todavia, o ser humano sem esperança, se transforma em alguém pior que animal. Quando a vida não tem mais sentido e esperança, o ser humano é capaz de destruir seu semelhante e o mundo onde vive.

Conta-se que o filósofo grego, Sócrates, queria sempre que o seu camareiro lhe saudasse, não com um bom dia, mas com a célebre frase: “Lembra-te que és mortal”. Não sou senhor de mim, sou criatura para um tempo e para um espaço. Sou mortal, contudo mesmo assim, Deus me deu vocação para servir em detrimento do amor. Também eu e você veremos a corrupção de nossos corpos, mas Jesus nos ensina a ver a vida com poesia e com esperança, mesmo em meio à dor e dificuldades (Ef 2:10). No Getsêmani não somente se vertia azeite de oliva, como também , um certo dia, Jesus verteu seu suor, em sangue; sua ansiedade, em súplica; tomou o cálice amargo por mim e por você, para que brindemos a vida com esperança (Mt 26:36-46). A última palavra no horizonte da vida não é morte, mas vida, ressurreição (Rm 8:19-25). É por isso que meus e seus atos devem ter horizonte de ressurreição, de vida eterna, e assim de responsabilidade, amor, compromisso, justiça, misericórdia, pois apesar da morte, um dia nos veremos novamente perante Jesus, e não somente nós, como todo mundo, gerações passadas, gente bondosa, como tiranos e usurpadores (Jo 5:24-29; Ap14;22:11-15;21) . Não podemos mais brincar com a vida, com nossos relacionamentos, como se a sepultura, morte, fosse a última palavra.

Certa vez perguntaram para Lutero o que faria se o mundo acabasse amanhã? Este respondera, ainda hoje plantaria um pé de macieira. Jesus nos ensina a plantar pés de macieira, flores enquanto é dia, pois a última palavra não é o caos, mas a vida. A ressurreição de Jesus pronunciou a palavra da vida, não a do caos, não da morte. Seja sua vida um exemplo e uma ordem de esperança nas estações do tempo, plante flores e macieiras enquanto é dia, para que as gerações, que lhe sucedem, tenham fé em Jesus, esperança, graça, sonhos ... eternidade em suas atitudes !

Lembre-se: “O mundo mau e tenebroso não deve ser entregue ao diabo, mas reivindicado justamente para aquele que o adquiriu por sua encarnação, morte e ressurreição. Cristo não abre mão de nada do que conquistou , antes o mantém firme em suas mãos" (D. Bonhoeffer).

Pr. Edgar Leschewitz

Veja mais Reflexão

Um serviço: Logo POW Internet

"Graça seja convosco, e paz, da parte de Deus nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo." 1CO 1:3

O sangue de Jesus Cristo, filho do Deus vivo, te purifica de todos os pecados.