Esporte

Stock Car estréia novo sistema de treinos em Curitiba
27-04-2006 09:08

Segunda etapa da temporada acontece neste fim-de-semana no Autódromo Raul Boesel

Algumas equipes do Campeonato Brasileiro de Stock Car V8 pediram mudanças no sistema de treinos classificatórios e foram atendidas. A Confederação Brasileira de Automobilismo anunciou esta semana alterações no Regulamento Desportivo da competição. Além de novidades nos treinos, o número de carros no grid também foi redefinido.

A segunda etapa da competição acontece neste domingo (30) no Autódromo Internacional Raul Boesel, na Região Metropolitana de Curitiba. A partir dessa prova, os pilotos terão um treino livre de 45 minutos na sexta-feira e dois treinos classificatórios, um na sexta e outro no sábado, com 90 minutos de duração cada. Com o objetivo de evitar o congestionamento de carros, foi implementado um limite de 15 voltas em cada treino.

Quem não cumprir o limite de voltas será punido com a perda da melhor volta obtida na sessão. Para Alceu Feldmann a mudança não resolve completamente a questão do congestionamento, já que os pilotos podem ir para a pista nos últimos minutos do treino, por exemplo, causando o mesmo problema.

Para o paranaense, as 15 voltas a que o piloto tem direito em cada treino classificatório não permitem um desenvolvimento adequado do acerto do carro. “Como não são permitidos os treinos individuais na categoria, o trabalho acaba se resumindo aos treinos oficiais. E com essa redução de número de voltas, um erro de estratégia pode ser fatal”, avalia.

Ele lembra, no entanto, que essa mudança pode beneficiar ou prejudicar qualquer piloto, já que a regra é para todos. No entanto, essa definição faz com que a única saída seja treinar com carros similares ou participar de outros campeonatos. “Isso força o piloto a investir mais recursos na temporada”, argumenta.

Feldmann é um dos defensores da liberação dos treinos livres na Stock Car V8, respeitando o prazo habitual de não permitir o uso da pista 30 dias antes da realização das etapas. “Acredito que aumentaria ainda mais o equilíbrio, pois todas as equipes e pilotos poderiam testar novos acertos e equipamentos”, destaca.

A outra mudança no regulamento da Stock V8 é em relação ao aumento de pilotos no grid. Já a partir desta de Curitiba, as etapas poderão ter 43 carros, com exceção de Londrina (PR), Brasília (anel externo) e Tarumã (RS), circuitos nos quais alinharão apenas 40 carros.

Alceu Feldmann, sétimo colocado na temporada, está confiante numa vitória neste fim de semana. Se conseguir, quebrará um tabu: o último paranaense a ganhar uma prova da Stock Car em Curitiba foi Ângelo Giombelli, em 1991. “Essa sempre foi uma pista que me trouxe alegrias. E tomara que continue assim”, declara o piloto, 3º colocado na etapa de Curitiba, em 2005.

A programação oficial da 2ª etapa da Stock Car V8 prevê dois treinos livres na sexta-feira: o do 2º grupo das 10h50 às 11h35 e o do 1º grupo das 11h40 às 12h25. À tarde acontece o primeiro treino classificatório, das 15h30 às 17h, envolvendo todos os carros.

No sábado, as atividades da categoria principal começam às 8h30, com o segundo classificatório. A Super Classificação, que reúne os 10 pilotos mais rápidos e define a pole position, será das 12h50 às 13h de sábado. No domingo, a prova começa às 13h, com transmissão da SporTV.


CLASSIFICAÇÃO DA TEMPORADA 2006, APÓS UMA ETAPA

1º. Cacá Bueno (SP) – 25 pontos

2º. Hoover Orsi (MS) – 20 pontos

3º. Rodrigo Sperafico (PR) – 16 pontos

4º. Felipe Maluhy (SP) – 14 pontos

5º. Ingo Hoffmann (SP) – 12 pontos

6º. Giuliano Losacco (SP) – 10 pontos

7º. Alceu Feldmann (PR) – 9 pontos

8º. Thiago Camilo (SP) – 8 pontos

9º. Antonio Jorge Neto (SP) – 7 pontos

10º. Ricardo Maurício (SP) – 6 pontos

11º. Duda Pamplona (RJ) – 5 pontos

12º. Jader David (SP) – 4 pontos

13º. Gualter Salles (RJ) – 3 pontos

14º. Guto Negrão (SP) – 2 pontos

15º. Chico Serra (SP) – 1 ponto


Assessoria de Imprensa: Central Press
Foto: Sergio Sanderson
GUIASJP - Um serviço POW Internet
POW INTERNET
<

Nenhum item encontrado