Colégio Silveira da Motta comemora 110 anos de história
23-04-2018 17:47

Na última sexta-feira (20), a direção do Colégio Estadual Silveira da Motta realizou, nas próprias dependências do espaço escolar, a solenidade de comemoração dos 110 anos de história da Unidade de Ensino. Participaram do evento professores, alunos e ex-alunos, além do secretário municipal de Cultura representando o prefeito Toninho Fenelon, Imar Augusto e o doutorando em Educação e pesquisador do Colégio Silveira da Motta, Antonio Francisco Bobrowec.



O diretor do colégio, Arilson Cochinski, destacou a importância do colégio como a primeira instituição escolar criada em São José dos Pinhais. “Para nós é uma grande satisfação estar à frente do colégio neste importante momento histórico. O Silveira da Motta representa um símbolo histórico da educação pública no Município. Parabéns à instituição pelos 110 anos e a cada um dos professores e alunos que fizeram e fazem parte dessa história”, declara.



A professora de matemática, Mari Sanfelice, que leciona no colégio há quatro anos, destaca que a escola é uma instituição de ensino privilegiada, pois “a maioria dos servidores são concursados e comprometidos com o ensino, fazendo com que a instituição ofereça aos alunos uma educação pública com qualidade”.



O Silveira da Motta começou a funcionar como Cadeira de Instrução Primária masculina em 22 de abril de 1908, de acordo com a Lei 788/1908.



“Antes da construção do Silveira da Motta, a instrução escolar no Município era feita por professores particulares – seja em português ou em língua estrangeira (no caso dos imigrantes que se instalaram em terras são-joseenses) – ou ainda por religiosos. Naquele tempo, as escolas públicas eram conhecidas como escolas isoladas, que se constituíam em um professor lecionando para várias turmas ao mesmo tempo, método conhecido como ensino mútuo ou método Lancaster. Com a construção do primeiro prédio do Silveira da Motta, inaugurado em 1912, o ensino passou a ser seriado. O imóvel até hoje está em pé, abrigando a Biblioteca Municipal Scharffenberg de Quadros”, explica o doutorando em Educação pela Universidade Federal do Paraná, Antonio Francisco Bobrowec.



No ano de 1914, o Estabelecimento passou a se chamar Casa Escolar Silveira da Motta. Em 1919, ocorreu outra mudança, passando a denominar-se Grupo Escolar Silveira da Motta. “Apesar dos Grupos Escolares serem implantados no país no final do século XIX, São José dos Pinhais ainda não possuía um estabelecimento deste porte. Isso só ocorreu no ano de 1919, substituindo a Casa Escolar de São José dos Pinhais. Ele passou a se denominar Grupo Escola Silveira da Motta em homenagem ao juiz são-joseense Joaquim Ignácio Silveira da Motta, que também foi chefe superintendente de Ensino do município no ano de 1884”, complementa Bobrowec.



Com o crescimento da população em meados do século XX, o imóvel do Grupo Escolar começou a não mais comportar a demanda de alunos. No dia 8 de março de 1949 teve início o desenvolvimento do projeto de construção do edifício escolar. Em 1953, a cidade completaria 100 anos de emancipação política. O novo edifício do Grupo Escolar Silveira da Motta foi ostentado como uma das obras públicas de maior relevância para o progresso da cidade. Contudo, sua inauguração só aconteceria em 1955. O ofício nº. 517/55, da Secretaria de Viação e Obras Públicas do Estado, expedido pelo secretário e encaminhado ao secretário de Educação e Cultura do Paraná, confirma a entrega do prédio à comunidade escolar, mesmo em caráter condicional – ou seja, com a liberação judicial, sem a conclusão total da obra.



O reconhecimento da importância, tanto arquitetônica, quanto institucional, faria com que o Poder Executivo Municipal preservasse a memória do antigo edifício escolar Silveira da Motta com o tombamento do seu primeiro edifício, inaugurado em 1912, como Patrimônio Cultural Municipal, através do Decreto Municipal nº 249/1980. O imóvel abriga nos dias atuais a sede da Biblioteca Municipal.



Em 2004, o então edifício que abrigou o Grupo Escolar Silveira da Motta entre os anos de 1955 a 1976 também foi tombado. A ação foi efetivada pelo Conselho Municipal de Patrimônio Cultural do município (Compac), no dia 30 de março de 2014. O imóvel funciona atualmente como Colégio Estadual Silveira da Motta.



Até os dias atuais, esses dois edifícios são os únicos imóveis escolares tombados como patrimônios culturais da cidade de São José dos Pinhais, em função de sua relevância à comunidade e ao progresso da cidade.



 



 



Publicado: Comunicação Social da Prefeitura Municipal de São José dos Pinhais
POW INTERNET
POW INTERNET

Um serviço: Logo POW Internet

"Graça seja convosco, e paz, da parte de Deus nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo." 1CO 1:3

O sangue de Jesus Cristo, filho do Deus vivo, te purifica de todos os pecados.