Cultura

Polícia Militar homenageia Dia de Tiradentes em São José dos Pinhais
17-04-2019 17:02

A Polícia Militar homenageou nesta quarta-feira (17) Joaquim José da Silva Xavier, o Tiradentes, Patrono das Polícias Militares e Civis do Brasil. Na Academia Policial Militar de Guatupê, em São José dos Pinhais, houve uma cerimônia para marcar o 227º aniversário de sua morte. Com entrega de medalhas, a cerimônia também foi especial para homenagear policiais militares com a medalha Mérito Comunitário aos que contribuíram com a Corporação com projetos e ações comunitárias.



Na leitura da Ordem do Dia, o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Péricles de Matos, destacou que a sociedade começa a compreender as diversas faces do verdadeiro herói, que não possui capa ou poderes surreais, mas detém o espírito humanitário da justiça, do correto, e que dá o sangue em prol de suas convicções. Assim como Tiradentes, vestem farda, comandam e integram tropas, buscam a justiça e a cidadania, juram sacrificar a própria vida, se preciso for, para proteger aqueles que nem mesmo conhecem.



“Tiradentes significa, para nós policiais, a idealização daquele homem que vive pelos seus ideais, que vem para sua existência na Terra com o compromisso de causar mudanças”, afirmou. “Nós encontramos Tiradentes na forma de médicos, engenheiros, agrônomos, professores, ou seja, todo aquele profissional, homem e mulher, que procura causar mudanças positivas em sua sociedade, em sua vida, praticando a fraternidade, a liberdade e a igualdade”, acrescentou.



O coronel da reserva Valdemar Kretschemer enalteceu a homenagem ao Patrono e destacou o engajamento dos policiais militares que buscam, por meio de policiamento comunitário, valorizar os ideais de Tiradentes.



O delegado-geral da Polícia Civil, Silvio Jacob Rockembach, disse que o culto à tradição de homenagear Tiradentes mantém vivos os ideais que ele labutou. “É um dia importante também para a Polícia Civil relembrar o Tiradentes, um patrono das polícias, e reafirmar esse compromisso, junto da PM, em continuar trabalhando em defesa da liberdade e da democracia”, afirmou.



MEDALHAS - Durante o evento foi entregue a Medalha Mérito Comunitário, a qual é destinada a militares, civis e entidades públicas e privadas que tenham se destacado em ações de mobilização comunitária, promoção de eventos sociais e desenvolvimento de projetos que visem a integração, inclusive entre a Polícia Militar e a comunidade.



O major José Renato Micrute, coordenador de Polícia Comunitária da PM, apontou que o conceito de polícia comunitária é essencial para a aproximação da Corporação com a sociedade.



Envolvido há sete anos no atendimento de crianças e adolescentes com o serviço de Equoterapia do Regimento de Polícia Montada, o soldado Lorenço Aquino Dias disse que ficou honrado com a condecoração. “A minha maior recompensa é saber que quando a família sai do atendimento, ela vai para sua casa feliz, porque o filho conseguiu andar, ou está falando melhor, está conseguindo, até mesmo, então isso é muito gratificante para nós”, disse.



Na região Sul da Capital, o sargento Marco Eduardo da Silva, do 13º Batalhão de Polícia Militar, destacou a atuação da unidade com o projeto Formando Cidadão, que auxilia no resgate de valores de cidadania e de responsabilidade com crianças e jovens, além da participação dos policiais junto aos Conselhos Comunitários de Segurança (CONSGs). “Ficamos muito feliz em saber que está sendo reconhecido o trabalho feito, e essa união entre a comunidade e a polícia é um caminho que temos, cada vez, em aumentar essa integração, pois o futuro da polícia é a polícia comunitária”.



Também foram condecorados os policiais militares que participam de grupos de discussão de comunidades. O soldado Orlei dos Santos, que atua com polícia comunitária há 17 anos no bairro Jardim das Américas, disse que com o envolvimento da sociedade com a PM todos ganham.



O soldado João Aparecido Soares Pereira, do 12º Batalhão da PM, vivencia esse contato mais próximo da comunidade nos bairros Água Verde e Rebouças, e acredita que isso reflete nas ações de segurança pública. “A polícia próxima da sociedade consegue saber qual a deficiência que tem no local, qual tipo de crime, se é perturbação de tranquilidade da ordem pública, furto, se é roubo de veículo ou a pedestre, então junto com a sociedade a polícia consegue desempenhar um trabalho melhor”.



 



TIRADENTES - Tiradentes foi alferes, um oficial subalterno da Polícia Militar de Minas Gerais. Sua capacidade de organização e liderança fez com que fosse escolhido para liderar a Inconfidência Mineira, grupo integrado que tinha como principal objetivo a independência do Brasil. Ele recebeu este apelido por exercer também o ofício de dentista.



Foi precursor da independência e, quando a Inconfidência foi descoberta, se entregou em favor do grupo, confessou seus interesses. Por isso, há uma grande identidade dos policiais com ele.



PRESENÇAS - Estiveram no evento, além do comandante-geral da PM e do delegado-geral da Polícia Civil, o subcomandante-geral da PM, coronel Antônio Carlos de Morais; o chefe do Estado-Maior da PM, coronel Lanes Randal Prates Marques; o chefe do Estado-Maior do Corpo de Bombeiros, tenente-coronel Paulo Henrique de Souza; o ajudante-geral da PM, coronel Reginaldo Silva; o corregedor-geral da PM, coronel Ênio Soares dos Santos, o delegado Fábio Amaro, representando a Associação dos Delegados de Polícia do Paraná (Adepol), além de oficiais-comandantes, oficiais e praças da PM e do Corpo de Bombeiros, além de convidados e familiares.



 



Agência Estadual de Notícias

GUIASJP - Um serviço POW Internet
POW INTERNET
<

Nenhum item encontrado

Um serviço: Logo POW Internet

"Graça seja convosco, e paz, da parte de Deus nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo." 1CO 1:3

O sangue de Jesus Cristo, filho do Deus vivo, te purifica de todos os pecados.