Maná da Segunda

Maná da Segunda - Benevolência para Dividir o Fardo



Por Rick Boxx


Certo dia, durante um período de difíceis mudanças no trabalho, eu perguntei a uma funcionária como ela estava passando. Ela respondeu que estava bem. Eu olhei em seus olhos e disse: “Não. Como vai você de verdade?” Por seu comportamento pude ver que a turbulência por que passava nosso negócio estava cobrando dela um alto preço. 

Na manhã seguinte, com lágrimas nos olhos, aquela funcionária aproximou-se de mim para dizer que a pergunta cordial que eu lhe fizera no dia anterior a emocionara e a fizera compreender que eu realmente me importava com ela. Em seguida, ela expressou ideias importantes e disse como se sentia sobre as mudanças e falou  sobre o que mais a perturbava. 

Um estudo de uma empresa de administração de benefícios a empregados descobriu que 33% das pessoas estariam dispostas a trocar de empresa se soubessem que iriam ser tratadas com mais empatia; 40% disseram que trabalhariam mais horas se tivessem certeza de que as pessoas para quem trabalhassem genuinamente se importavam com elas e seu bem-estar. 

Isso é interessante, já que “empatia” não é um tema que receba muita atenção na faculdade de economia – se é que recebe alguma. Mesmo em treinamentos administrativos o foco geralmente se concentra em como fazer com que o trabalho seja feito da forma mais produtiva e eficiente e não sobre como abordar as legítimas necessidades das pessoas que estão fazendo o trabalho. 

Empatia é definida como a habilidade de compreender e compartilhar os sentimentos de outras pessoas. No mundo empresarial é fácil ignorarmos os sentimentos dos outros. Maximizar lucros e satisfazer acionistas é a prioridade. Mas importar-se sinceramente com as outras pessoas pode fazer uma tremenda diferença na formação de empregados leais, mais satisfeitos e produtivos por se sentirem valorizados.

No Novo Testamento da Bíblia, Gálatas 6:2 ensina: “Levem os fardos pesados uns dos outros e, assim, cumpram a lei de Cristo.” Outra forma de expressar isto é: “dividam a carga”. O peso das emoções ou o esforço excessivo de lidar com os problemas que não podem ser resolvidos imediatamente, pode ser esmagador. Às vezes, podemos ajudar de forma específica e tangível. Em outras, podemos apenas comunicar à outra pessoa que nos importamos – e isso pode ser o suficiente. Podemos dar-lhe a segurança de que estamos orando por ela. Ajudar a suportar o fardo de outra pessoa pode ser um ato de benevolência que ela jamais esquecerá. 

As Escrituras afirmam este princípio de outras maneiras

Disposição para colocar os outros em primeiro lugar.  Quer nosso papel seja o de executivo, supervisor ou colega de trabalho, mostrar empatia para com outros transmite a mensagem de que estamos preocupados com aquilo que é interesse prioritário deles.  “Nós, que somos fortes, devemos suportar as fraquezas dos fracos, e não agradar a nós mesmos.” (Romanos 15:1). 

Fazer o que gostaríamos que fizessem a nós.  Se você estivesse enfrentando circunstâncias opressoras, gostaria de ter o interesse e o cuidado de outras pessoas para ajudá-lo a atravessar tempos difíceis? “...sirvam uns aos outros mediante o amor. Toda a Lei se resume num só mandamento: Ame o seu próximo como a si mesmo.” (Gálatas 5:13-14). 

Próxima semana tem mais!

Rick Boxx é presidente e fundador da "Integrity Resource Center", escritor internacionalmente reconhecido, conferencista, consultor empresarial, CPA, ex-executivo bancário e empresário. Adaptado, sob permissão, de "Momentos de Integridade com Rick Boxx", um comentário semanal acerca de integridade no mundo dos negócios, a partir da perspectiva cristã.  Tradução de Mércia Padovani. Revisão de Juan Nieto (jcnieto20@gmail.com).

Perguntas para Reflexão ou Discussão   

1.  Com que frequência você observa a empatia ser expressa no ambiente de trabalho?  De que maneiras?

2.  Você pode se lembrar de quando foi beneficiário da preocupação e cuidado sincero de outra pessoa? Como você se sentiu?

3.  Algumas pessoas têm naturalmente mais empatia do que outras. Como você se classifica: muito, pouco ou nada empático? Explique sua resposta.

4.  Como podemos nos esforçar para sermos mais empáticos e ter mais consideração pelas preocupações e necessidades das outras pessoas que atravessam tempos difíceis?

Desejando considerar outras passagens da Bíblia relacionadas ao tema, sugerimos: Provérbios 12: 14, 18;  15:4;  16:24;  20:5, 12;  Eclesiastes 4:9-12;  I Coríntios 12:12-20, 26.  

 

MANÁ DA SEGUNDA® é uma reflexão semanal do CBMC - Conectando Business e Mercado a Cristo, organização mundial, sem fins lucrativos e vínculo religioso, fundada em 1930, com o propósito de compartilhar o Evangelho de Jesus Cristo com a comunidade profissional e empresarial. © 2018 - DIREITOS RESERVADOS PARA CBMC BRASIL

 

 


Veja mais Maná da Segunda

Um serviço: Logo POW Internet

"Graça seja convosco, e paz, da parte de Deus nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo." 1CO 1:3

O sangue de Jesus Cristo, filho do Deus vivo, te purifica de todos os pecados.