Maná da Segunda

Maná da Segunda -> Fique rico rápido!



Por Robert J. Tamasy



Para alguns estas são as palavras mais empolgantes que poderiam imaginar. Mais até que “Eu te amo”. Algumas pessoas fantasiam sobre como seria ganhar na loteria ou receber uma grande herança de um parente rico. Durante anos a TV americana apresentou um programa popular chamado, “Então, você quer ser milionário?” Nunca faltou quem quisesse participar dele.



Evidentemente todos nós já ouvimos falar de empreendedores laboriosos que alcançaram fortunas inimagináveis. Alguns desenvolveram produtos ou serviços incomparáveis, transformando-os em negócios lucrativos. Outros simplesmente tropeçaram numa idéia e investiram nela, experimentando a boa sorte de estar no lugar certo na hora certa.



A Internet trouxe riqueza a muitos que criaram os chamados impérios “ponto-com”. Porém, o impulso do “fique-rico-rápido” fez que muitos se tornassem vulneráveis a predadores. Exemplo disto são os e-mails que ainda circulam, em que os remetentes prometem gordas recompensas por simplesmente ajudá-los a concluir grandes transações financeiras internacionais. A regra básica é, se alguém se aproxima de você com um esquema do tipo “fique-rico-rápido”, a probabilidade é que ele seja o único a obter riqueza rápido — e às suas custas.



A atração da riqueza instantânea é tão velha quanto a raça humana. Por isso o sempre atual livro de Provérbios oferece alertas sobre a sedução da riqueza súbita e ensina o melhor caminho para o ganho material:



Alcance riqueza pelo trabalho diligente. Se quer prosperar materialmente não confie na sorte. Planeje cuidadosamente, estabeleça uma estratégia de ação e siga-a. Colhemos o que semeamos. Na natureza a colheita costuma até ser maior. Se plantar um grão, o resultado será uma colheita de muitos grãos. “Observe a formiga, preguiçoso, reflita nos caminhos dela e seja sábio! Ela não tem nem chefe, nem supervisor, nem governante, e ainda assim armazena as suas provisões no verão e na época da colheita ajunta o seu alimento” (Provérbios 6.6-8).



Trabalho árduo recompensa, mas sonho fútil desaponta. É divertido imaginar o que fazer com a riqueza instantânea. Mas dar como certo que isso vai acontecer é tolice. A melhor maneira de ganhar recursos materiais é utilizando nossos dons, habilidades e experiências pessoais, aplicando-os no trabalho consistente. “Quem trabalha a sua terra terá fartura de alimento, mas quem vai atrás de fantasias não tem juízo” (Provérbios 12.11).



Trabalho diligente exige alto preço, mas o investimento vale a pena. Qualquer um pode falar ousadamente de suas intenções. O teste é saber se é possível transformar intenções em ações. Desejar e esperar, sonhar e esquematizar podem ser bom passatempo, mas não realizam nada. O trabalho árduo promove a riqueza e o prazer de trabalho bem feito. “Todo o trabalho árduo traz proveito, mas o só falar leva à pobreza” (Provérbios 14.23).



Próxima semana tem mais!


--------------------------------------------------------------------------------

Texto de Robert J. Tamasy, vice-presidente de comunicações da Leaders Legacy, corporação beneficente com sede em Atlanta. Georgia, USA. Com mais de 30 anos de trabalho como jornalista, é co-autor e editor de nove livros. Tradução de Mércia Padovani. Revisão e adaptação de J. Sergio Fortes (fortes@cbmc.org.com)


MANÁ DA SEGUNDA® é uma edição semanal do CBMC INTERNATIONAL, uma organização de âmbito mundial, não-denominacional, fundada em 1930, com o propósito de compartilhar Jesus Cristo com a comunidade profissional e empresarial.

© TODOS OS DIREITOS RESERVADOS PARA CBMC BRASIL , CP. 1515, Barueri, SP, 06493-970. E-mail: liong@cbmc.org.br -A distribuição em sua íntegra é desejável, mas a reprodução parcial ou integral requer prévia autorização. Disponível também em alemão, espanhol, francês, inglês e italiano.

Veja mais Maná da Segunda

Um serviço: Logo POW Internet

"Graça seja convosco, e paz, da parte de Deus nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo." 1CO 1:3

O sangue de Jesus Cristo, filho do Deus vivo, te purifica de todos os pecados.