Maná da Segunda

Maná da Segunda - Trabalhar Duro, Pelos Motivos Corretos



Por Rick Boxx

?Jeff era o novo CEO de uma cadeia de joalherias. Um de seus primeiros desafios era avaliar o desempenho de todas as filiais nacionais da cadeia. Ao revisar os resultados de cada filial com sua equipe executiva, ele ficou intrigado com uma loja em particular. 

Ela já fora a loja de melhor desempenho da companhia, mas, de repente, tornara-se a pior! Quando Jeff perguntou à sua equipe por que isso ocorrera, recebeu uma resposta surpreendente: “Oh, essa é a loja do Tim. Ele era o nosso melhor operador até encontrar o Senhor.”  Jeff, ele próprio um seguidor de Jesus Cristo, ficou consternado ao ouvir isso e determinou-se investigar imediatamente a mudança catastrófica de desempenho. 

Ao se reunir com Tim, Jeff foi franco e inflexível: “Como cristão, eu espero que você trabalhe duro para se tornar nossa melhor loja, não a pior. Espero que você se dedique nada menos do que 100%, como se estivesse trabalhando para o Senhor, e não simplesmente para a nossa companhia.” Ele se referia a uma passagem bíblica que declara: “Tudo o que fizerem, façam de todo o coração, como para o Senhor, e não para os homens, sabendo que receberão do Senhor a recompensa da herança. É a Cristo, o Senhor, que vocês estão servindo.”  (Colossenses 3:23-24). 

Há uma tendência – e uma tentação – de considerarmos que nós estamos trabalhando somente para o empreendimento que nos emprega e, por causa disso, algumas pessoas se contentam em fazer o mínimo que lhes permita escapar impunemente. Como embaixadores de Jesus Cristo, parte de nosso testemunho em favor Dele não se restringe às palavras que proferimos, mas também à qualidade e comprometimento para com o trabalho que é posto diante de nós.  Seguidores de Jesus Cristo devem ser conhecidos por se conduzirem diligentemente no ambiente de trabalho. 

O apóstolo Paulo disse, ao escrever aos seguidores de Cristo na antiga cidade de Tessalônica: “...trabalhamos noite e dia para não sermos pesados a ninguém, enquanto lhes pregávamos o evangelho de Deus.”  (I Tessalonicenses 2:9). Ele tinha uma importante mensagem para comunicar – as Boas Novas de Jesus Cristo – mas Paulo jamais esqueceu as virtudes do trabalho árduo e de demonstrar o compromisso do crente com a excelência. Aqui estão alguns outros princípios bíblicos: 

Trabalhe o mais arduamente que puder, enquanto você pode.  Haverá um tempo em que não poderemos trabalhar, seja devido à aposentadoria, invalidez, ou, enfim, por deixarmos esta vida. Sendo assim, devemos considerar o trabalho que temos a fazer como um privilégio, não um fardo. “O que as suas mãos tiverem que fazer, que o façam com toda a sua força, pois na sepultura, para onde você vai, não há atividade nem planejamento, não há conhecimento nem sabedoria.”  (Eclesiastes 9:10). 

Faça bem o trabalho que lhe é atribuído, seja ele qual for.  Olhando novamente para Colossenses 3:23, é útil ter consciência de que Paulo não escrevia para altos executivos ou para um pessoal de alto desempenho em vendas. Os destinatários de suas cartas, em sua maioria, cumpriam tarefas desinteressantes, mesmo desagradáveis, tais como lidar com esterco. Assim, quando ele os instruía “Tudo o que fizerem, façam de todo o coração”, estava dizendo a eles: “Não importa o que tenham que fazer, se esforcem e façam o melhor que puderem.” 

O nosso trabalho é parte do divino propósito de Deus para nós.  O trabalho pode ser difícil, às vezes, desagradável, mas desde o início Deus planejou que servíssemos a Ele e aos outros por meio do nosso trabalho. “Porque somos criação de Deus realizada em Cristo Jesus para fazermos boas obras, as quais Deus preparou antes para nós as praticarmos.”  (Efésios 2:10).   

Próxima semana tem mais!

Rick Boxx é presidente e fundador da "Integrity Resource Center", escritor internacionalmente reconhecido, conferencista, consultor empresarial, CPA, ex-executivo bancário e empresário. Adaptado, sob permissão, de "Momentos de Integridade com Rick Boxx", um comentário semanal acerca de integridade no mundo dos negócios, a partir da perspectiva cristã.  Tradução de Mércia Padovani. Revisão de Juan Nieto .

Questões Para Reflexão ou Discussão  

1. Você concorda que a qualidade do nosso trabalho deveria justamente ser percebida como um reflexo da fé que professamos? Por quê?

2. Quais as dificuldades vistas ou encontradas por você quando busca viver sua fé no ambiente de trabalho e sustentar os valores e princípios que a Bíblia ensina?

3. Como você reage quando se depara com uma tarefa ou projeto desagradável ou mesmo “aquém” de sua capacitação? Tenta terminar o mais rápido possível, usando atalhos se necessário,

ou realiza o que lhe foi atribuído com o mesmo nível de compromisso que teria para com um trabalho mais desafiador?

4. O que você pensa sobre o trabalho ser parte do divino propósito de Deus para nossa vida?

Desejando considerar outras passagens da Bíblia relacionadas ao tema, sugerimos: Provérbios 10:7; 11:3; 12:11; 14:23; 21:5; 22:29; 2Coríntios 5:20; 2Timóteo 3:16-17.  

MANÁ DA SEGUNDA® é uma reflexão semanal do CBMC - Conectando Business e Mercado a Cristo, organização mundial, sem fins lucrativos e vínculo religioso, fundada em 1930, com o propósito de compartilhar o Evangelho de Jesus Cristo com a comunidade profissional e empresarial. © 2018 - DIREITOS RESERVADOS PARA CBMC BRASIL

 

 

 


Veja mais Maná da Segunda

Um serviço: Logo POW Internet

"Graça seja convosco, e paz, da parte de Deus nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo." 1CO 1:3

O sangue de Jesus Cristo, filho do Deus vivo, te purifica de todos os pecados.